Crivella estipula novos turnos de trabalho para evitar aglomerações em transportes

DIEGO GARCIA
***FOTO DE ARQUIVO*** Rio de Janeiro, 24-03-2020. O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, recebe às 10h desta terça-feira, 24/03, o primeiro efetivo do Exército Brasileiro, E Cruz Vermelha, que atuará no fortalecimento ao combate contra o novo coronavírus na capital. São 30 militares enfermeiros que chegarão em caminhão do Exército para ajudar na vacinação contra a gripe ? cujo calendário foi antecipado porque um aumento de casos complicaria o combate ao Covid-19 nas unidades de saúde do município. (Foto: Tércio Teixeira/Folhapress)

FOLHAPRESS - Os trabalhadores da indústria e do comércio do Rio de Janeiro terão novos turnos de trabalho a partir desta terça-feira (8), conforme decreto assinado pelo prefeito Marcelo Crivella (Republicanos).

Segundo a prefeitura, o objetivo da medida é impedir aglomerações nos meios de transporte público, e assim evitar o avanço do Covid-19 na cidade do Rio de Janeiro.

O novo decreto estipula que terão início às 9h todas as atividades de quem trabalha no grupo restrito de estabelecimentos comerciais autorizados a funcionar na cidade durante a pandemia.

Já nas indústrias, o expediente deverá começar antes das 6h.

O decreto tem ressalvas, com padarias, confeitarias, farmácias e drogarias, postos de combustível e lojas de conveniência -sem consumo dentro das lojas - e bancas de jornal podendo abrir antes das 9h.

As demais áreas do comércio com autorização para funcionar devem respeitar a determinação de abertura antes das 9h, como mercados, supermercados, hortifrútis, mercearias, açougues, aviários, peixarias, depósitos, distribuidoras e transportadoras.

Comércio de produtos e equipamentos médicos hospitalares e odontológicos, de insumos agrícolas e medicamentos veterinários, alimentos e produtos de uso animal, hospedagens, lavanderias, materiais de construção e gás liquefeito de petróleo devem seguir a mesma linha.

Já a prestação de serviços por autônomos ou empresas, como oficinas mecânicas ou de reparo de eletrodomésticos, continua autorizada e pode começar antes das 9h, desde que com o distanciamento mínimo de 1,5 m respeitado.