Crivella libera pontos turísticos, mas Pão de Açúcar e Cristo permanecem fechados

WALESKA BORGES
RIO DE JANEIRO, RJ, 24.03.2020 - O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, recebe o primeiro efetivo do Exército Brasileiro, E Cruz Vermelha, que atuará no fortalecimento ao combate contra o novo coronavírus na capital. (Foto: Tércio Teixeira/Folhapress)

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - A fase 4 da flexibilização das atividades na cidade do Rio de Janeiro entra em vigor nesta sexta-feira (17). Com isso, os pontos turísticos, como o Bondinho Pão de Açúcar e o Cristo, têm a permissão para abrir com um terço da capacidade, tendo restrição de quantidade de pessoas e distanciamento mínimo de quatro metros por pessoa.

Apesar da permissão da prefeitura, uma decisão conjunta dos principais equipamentos turísticos da cidade prevê a retomada das atividades, de forma conjunta, apenas na primeira quinzena de agosto.

De acordo com o setor, a união entre o Parque Bondinho Pão de Açúcar, Trem do Corcovado, Paineiras Corcovado, Aquario, RioStar e outros também trará um pacote de benefícios para os cariocas, como descontos de até 50% no valor do bilhete para a visita em cada um deles. A campanha, porém, ainda não foi divulgada.

Também ainda não devem voltar às atividades as pré-escolas e turmas de 1º e 2º ano, que estavam previstas para reabrir nesta etapa: "Tivemos um número crescente de multas, o que não gostamos, e estamos ouvindo a opinião pública. Das pessoas que ouvimos 60% acham prematuro abrir as escolas", disse o prefeito, Marcelo Crivella (Republicanos).

Já a reabertura de feiras de artesanato, somente para venda de produtos, sendo proibida a comercialização de alimentos e bebidas, está permitida nesta fase.

Assim como nos clubes, as piscinas podem ser abertas apenas para natação. A prefeitura permitiu também os jogos de vôlei e futevôlei nas quadras na praia de segunda a sexta, mas continuam proibidos nos finais de semana.

Pelas novas regras, o comércio de rua poderá funcionar com dois terços da capacidade e sendo respeitado o distanciamento mínimo.

A prefeitura anunciou também que vai desmontar 200 leitos de enfermaria no Hospital de Campanha do Riocentro, na Zona Oeste da cidade, a partir desta sexta-feira. A desmobilização é devido à queda nos atendimentos dos pacientes de Covid-19. A capacidade irá de 500 para 300 leitos.

Nosso objetivo é criar um local seguro e atraente para os usuários se conectarem a interesses e paixões. Para melhorar a experiência de nossa comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários dos artigos.