Crivella volta atrás e agências bancárias do Rio vão permanecer abertas

Carolina Callegari e Giselle Ouchana
Prefeito Marcelo Crivella volta atrás em decisão e permite abertura das agências bancárias no Rio

RIO - Após decretar o fechamento obrigatório de grande parte do comércio e das agências bancárias a partir desta terça-feira, o prefeito Marcelo Crivella voltou atrás em relação aos bancos. Na tarde desta segunda-feira, a prefeitura informou que as agências estarão abertas. No entanto, deverão seguir algumas orientações:

1- Só podem receber clientes se o atendimento não ultrapassar o prazo máximo de 20 minutos, contados desde o ingresso do cliente na agência até a conclusão do serviço;

2- Durante todo o atendimento no interior das agências deve ser preservado o distanciamento mínimo de 2 metros entre as pessoas (tanto entre clientes quanto entre clientes e funcionários).

A prefeitura tomou a decisão com base nas recomendações da Procuradoria Geral do Município (PGM). Por nota, informou que já realizou contato com representantes dos bancos.

Procurada, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) ainda não comentou o assunto.