Cronologia de uma vaga de bombardeamentos em 10 imagens

Cronologia de uma vaga de bombardeamentos em 10 imagens

A Ucrânia viveu, na madrugada e manhã de hoje, uma das mais vastas companhas de bombardeamentos russos das últimas semanas.

Na imagem que abre este artigo, vários mísseis disparados desde a região russa de Belgorod podiam ser vistos de madrugada a partir de Kharkiv, na Ucrânia.

A capital ucraniana, Kiev, não escapou aos ataques russos.

SERGEI SUPINSKY/AFP or licensors
Coluna de fumo resultante de ataque com míssil russo em Kiev - SERGEI SUPINSKY/AFP or licensors

Tal como em ocasiões anteriores, muitos residentes de Kiev reagiram às sirenes de alarme procurando refúgio nas estações subterrâneas da rede de metro da capital.

DIMITAR DILKOFF/AFP or licensors
Civis refugiados numa estação de metro durante ataque contra Kiev - DIMITAR DILKOFF/AFP or licensors

Vários fragmentos de mísseis russos cairam nomeadamente junto a um edíficio residencial. No local, bombeiros extinguiam as chamas, enquanto a polícia estabelecia um perímetro de segurança.

SERGEI SUPINSKY/AFP or licensors
Caption Local atingido por fragmentos de mísseis russos junto a edifício residencial em Kiev - SERGEI SUPINSKY/AFP or licensors
GENYA SAVILOV/AFP or licensors
Bombeiro apaga chamas num carro danificado por míssil russo em Kiev - GENYA SAVILOV/AFP or licensors

Atrás do cordão de segurança, residentes de Kiev debatiam o sucedido e esperavam a autorização para passar e retomar o quotidiano, pautado há mais de um ano pelos ataques russos.

SERGEI SUPINSKY/AFP or licensors
Residente junto a cordão de segurança em Kiev - SERGEI SUPINSKY/AFP or licensors
SERGEI SUPINSKY/AFP or licensors
Residentes junto a cordão de segurança em local atingido por mísseis russos - SERGEI SUPINSKY/AFP or licensors

Em vários edifícios, eram visíveis os danos provocados pelos ataques des madrugada e manhã que visaram a capital ucraniana.

GENYA SAVILOV/AFP or licensors
Residente observa a partir de varanda em edifício com janelas danificadas por ataque russo - GENYA SAVILOV/AFP or licensors
SERGEI SUPINSKY/AFP or licensors
Residente de Kiev observa danos junto a ambulância - SERGEI SUPINSKY/AFP or licensors

Habituados às sirenes de alarme e aos ataques do invasor russo, muitos residentes da capital retomam rapidamente as atividades quotidianas na zona visada esta manhã.

SERGEI SUPINSKY/AFP or licensors
Mulher ucraniana e o filho saem de casa, depois de ataque russo em Kiev - SERGEI SUPINSKY/AFP or licensors

Na sequência da mais recente vaga de bombardeamentos, cerca de 40% da população da capital viu-se privada de aquecimento, segundo as autoridades locais.