Cruzeiro decide pela saída de Abel e já tem acerto com Adilson Batista

Adilson Batista vai comandar o Cruzeiro nas rodadas finais do Brasileirão (Gabriel Machado/AGIF)

A derrota para o CSA colocou um ponto final na história entre Cruzeiro e Abel Braga. Com o time dentro da zona do rebaixamento e sem perspectivas de melhoras, a direção celeste optou pela troca no comando técnico do clube. Abel nem sequer concedeu entrevista coletiva nessa quinta-feira. O nome escolhido para comandar o time nas três rodadas finais é o de Adilson Batista, como apurou o Blog em parceria com o apresentador Heverton Guimarães, da Band e Rádio 98FM.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

O treinador retorna ao Cruzeiro poucas horas depois de ser demitido do Ceará, justamente o principal concorrente cruzeirense na luta contra o rebaixamento. A boa relação com Zezé Perrella, atual gestor do futebol celeste, e o histórico de Adilson com a Raposa pensaram para a escolha, já que ele foi jogador do clube nos anos 90 e teve uma passagem de sucesso como técnico, de 2008 até meados de 2010.

Leia também:

Entre as partes já está tudo acertado, restando apenas a assinatura de contrato. Adilson Batista é aguardo em Belo Horizonte nesta sexta-feira, para que tudo seja oficializado. O treinador já vai comandar o time contra o Vasco, em São Januário, na segunda-feira, pela 36ª rodada do Brasileirão. Os outros dois compromissos do Cruzeiro na competição são contra Grêmio, em Porto Alegre, e Palmeiras, no Mineirão.

Adilson Batista será o quarto treinador da equipe mineira nesta Série A, quinto se contar a passagem de um interino. Mano Menezes abriu a competição e comandou o time em 13 partidas e conquistou somente dez dos 39 pontos disputados. Mano deu lugar a Rogério Ceni, que ficou no cargo por apenas sete jogos, com oito pontos conquistados em 21 possíveis. Abel Braga foi quem comandou o time por mais tempo. Foram 14 rodadas na Raposa, com três vitórias, três derrotas e incríveis oito empates. Foram 17 pontos conquistados em 42 possíveis.

O Cruzeiro ainda foi dirigido por Ricardo Resende em uma oportunidade, no empate em 2 a 2 com o Avaí, entre a saída de Mano Menezes e a chegada de Rogério Ceni.

Com 36 pontos conquistados e dentro da zona do rebaixamento, o Cruzeiro não depende mais de seus resultados para evitar a queda. Neste momento, a conta mais simples para a Raposa é somar dois pontos a mais do que o Ceará nas três rodadas finais.

Veja mais sobre futebol mineiro no Blog de Victor Martins

Siga o Yahoo Esportes

Twitter |Flipboard |Facebook |Spotify |iTunes |Playerhunter