Cruzeiro que realizará rota do "Titanic" volta por causa de passageiro doente

Londres, 10 abr (EFE).- O cruzeiro "MS Balmoral", que percorrerá a mesma rota usada pelo Titanic, teve que suspender temporariamente sua viagem depois que um passageiro começou a se sentir mal na embarcação, informou nesta terça-feira a rede de televisão "BBC".

O "MS Balmoral" - que partiu no último domingo do porto de Southampton (sul da Inglaterra), o mesmo que foi usado pelo Titanic há exatamente cem anos -, está retornando em direção à costa da Irlanda "como uma medida preventiva".

Segundo a "BBC", está previsto que o passageiro seja removido do navio em helicóptero nesta noite, enquanto um porta-voz confirmou que o cruzeiro retomará sua rota de doze dias com destino ao porto de Nova York.

Entre os tripulantes dessa embarcação, que conta com turistas de 28 países, é possível encontrar alguns parentes das vítimas e de sobreviventes do naufrágio, assim como historiadores e, inclusive, uma banda belga que tocará as mesmas canções apresentadas na primeira e única viagem do Titanic, no começo do século XX.

Com passagens no valor de US$ 9.518 e com 1.309 passageiros, o mesmo número do Titanic, o cruzeiro "MS Balmoral" realizará diferentes atos para rememorar a verdadeira odisséia.

Na noite do dia 14 de abril, a tripulação deverá celebrar uma missa exatamente no mesmo lugar onde o Titanic se chocou com o iceberg e, no dia seguinte, devem celebrar outro ato onde o navio afundou no dia 15 de abril de 1912.

O cruzeiro "MS Balmoral", organizado pela empresa Miles Morgan Travel, partiu dois dias antes da data em que o Titanic iniciou sua viagem. Isso porque, mesmo com todos os recursos modernos, o "MS Balmoral" não pode alcançar a mesma velocidade que o transatlântico acidentado.

Nesta terça-feira, na cidade de Southampton, os cem anos da partida do Titanic foram celebrados com um minuto de silêncio, uma homenagem aos mais de 500 moradores dessa região que faleceram no naufrágio. EFE