Cruzeiro tem campanha pior que a do Flu quando caiu para série C. E, se fosse em 1998, já teria sido rebaixado

·2 minuto de leitura

Assim como na última temporada, o começo do Cruzeiro na série B é péssimo. Com 12 jogos — um a mais que alguns adversários —, o Cabuloso soma apenas 11 pontos. São duas vitórias, cinco empates e cinco derrotas, desempenho que deixa a equipe mineira somente uma posição acima da zona de rebaixamento. No entanto, se a série B do Campeonato Brasileiro fosse disputado nos mesmos moldes da edição de 1998, que decretou a queda para a terceira divisão de outro gigante do futebol brasileiro — o Fluminense —, a equipe mineira já teria caído.

Na ocasião, a segunda divisão tinha 24 times divididos em quatro grupos de seis. Os dois piores de cada grupo, com exceção dos dois melhores quintos colocados, eram rebaixados. Em 98, se salvaram Bahia, com 13 pontos, e Sampaio Corrêa, com 14. O Fluminense, por exemplo, caiu com os mesmos 11 pontos que o Cruzeiro tem hoje, mas com dois jogos a menos.

Caso o número de jogos da primeira fase, dez, fosse repetido em 2021, o Cabuloso teria sido rebaixado na décima rodada com dez pontos.

A preocupante posição que o Cruzeiro se encontra na tabela de classificação faz jus ao desempenho do time dentro de campo, que não vence há seis jogos. Esse é o pior jejum de vitórias do clube desde que foi rebaixado, ao lado das primeiras seis rodadas de 2020.

No domingo, após a derrota para o Avaí, integrantes de uma torcida organizada invadiram o CT da Toca da Raposa, após derrubarem o portão, e protestaram contra os últimos resultados. O técnico Mozart, há pouco mais de um mês no clube, está pressionado no cargo.

O próximo desafio do Cabuloso é na próxima terça (20), às 19h, contra o Remo, comandado justamente por Felipe Conceição, ex-técnico do Cruzeiro, em Belém.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos