Cruzeiros mantêm roteiros no Brasil em meio a surtos de Covid

·3 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A confirmação de surtos de Covid em cruzeiros marítimos no Brasil não altera, até este momento, os roteiros programados para a costa brasileira nesta temporada, informou nesta sexta-feira (31) a Clia Brasil, representante local da Associação Internacional de Linhas de Cruzeiros.

Cinco navios das companhias Costa e MSC programaram um total de 106 roteiros no litoral do país entre novembro e março. A temporada movimenta aproximadamente R$ 1,7 bilhão na economia nacional e gera 24 mil empregos, segundo o setor.

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) informou ter interrompido nesta quinta-feira (30) as atividades da embarcação Costa Diadema, atracada em Salvador. Foram confirmados 68 casos de Covid-19, sendo 56 entre tripulantes e 12 entre passageiros.

Diante desse cenário, o navio retornará ao porto de Santos (SP) sob condições de restrição, o que inclui a suspensão de todas as atividades que não forem essenciais a bordo.

No porto de Santos, o navio MSC Splendida atracou nesta quarta-feira (29) para que 132 pessoas desembarcassem. Estavam nesse grupo 78 pessoas com casos confirmados da doença e 54 que tiveram contato com os casos positivos.

A Anvisa informou que está em curso a investigação epidemiológica, que determinará a continuidade da viagem.

Em meio a um cenário de crescimento global dos casos devido à variante ômicron, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos aumentou na quinta para 4 seu nível de advertência para navios de cruzeiro, o mais alto da escala.

"Evitem este tipo de viagem, independentemente da situação vacinal", afirmou a agência em comunicado.

A medida foi anunciada após o número de casos em cruzeiros crescer nas últimas semanas, levando alguns portos a recusar embarcações.

Os cruzeiros voltaram a navegar em 1° de novembro no Brasil após uma portaria do governo federal. Após essa autorização, a Anvisa aprovou um protocolo sanitário para a retomada das atividades.

De acordo com a associação do setor, as viagens marítimas seguem as normas de segurança sanitária estabelecidas em conjunto com a Anvisa. Uma delas é a vacinação completa obrigatória para hóspedes e tripulantes (elegíveis dentro do Plano Nacional de Imunização).

O protocolo também inclui a comprovação de teste antes do embarque, além da testagem frequente de, no mínimo, 10% das pessoas embarcadas e tripulantes.

A ocupação máxima é de 75% da capacidade da embarcação e há obrigatoriedade de distanciamento de 1,5 metro entre grupos. Também é obrigatório o uso de máscaras.

Fazem parte do protocolo cuidados com a circulação de ar, desinfecção e higienização constantes dos ambientes.

A Costa Crociere informou que o navio Costa Diadema está atracado no porto de Salvador, onde desembarcam os hóspedes residentes na região e as pessoas que testaram positivo a bordo.

O Costa Diadema deve seguir para Santos assim que for concedida a permissão. A empresa ainda afirmou que atualizações serão fornecidas e que a segurança e saúde dos hóspedes, tripulantes e das comunidades no destino são prioridades.

A reportagem não conseguiu estabelecer contato com a companhia MSC.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos