Crypto.com pode ter sofrido roubo milionário de ativos digitais

·3 min de leitura
Crypto.com suspendeu todas as retiradas da plataforma na segunda-feira (17) e está forçando os usuários a redefinir os métodos de autenticação de dois fatores. (Kirby Lee-USA TODAY Sports/Reuters) (USA TODAY Sports)
  • Crypto.com parou as operações de retiradas por 14 horas para compreender o problema

  • De acordo com o PeckShield, a plataforma perdeu mais de R$ 88 milhões

  • Crypto.com tem acordos milionários com uma série de ligas esportivas

Crypto.com suspendeu todas as retiradas da plataforma na segunda-feira (17) e está forçando os usuários a redefinir os métodos de autenticação de dois fatores, de acordo com tweets da empresa. E enquanto a Crypto.com está alegando que o dinheiro de todos está “seguro”, houve relatos de usuários nas mídias sociais de que milhões podem ter sido perdidos para hackers.

Leia mais

“Hoje, um pequeno número de usuários experimentou atividades não autorizadas em suas contas. Todos os fundos estão seguros”, disse Crypto.com em um tweet na segunda-feira. Segundo o PeckShield, site de segurança cibernética, a Crypto.com sofre um prejuízo de R$ 82 milhões.

“Com muita cautela, a segurança em todas as contas está sendo aprimorada, exigindo que os usuários: Faça login novamente em suas contas do App & Exchange, [e] Redefinir seu 2FA”, continuou o tweet. “Esta atualização será lançada para os usuários progressivamente nas próximas horas. Depois de concluídos, os saques serão reativados. Entendemos que isso pode ser um inconveniente, mas a segurança vem em primeiro lugar. Obrigado por seu apoio”, continuou a empresa.

Crypto.com suspendeu todas as retiradas da plataforma na segunda-feira (17) e está forçando os usuários a redefinir os métodos de autenticação de dois fatores. (Jakub Porzycki/NurPhoto via Getty Images)
Crypto.com suspendeu todas as retiradas da plataforma na segunda-feira (17) e está forçando os usuários a redefinir os métodos de autenticação de dois fatores. (Jakub Porzycki/NurPhoto via Getty Images)

Empresa não confirma perda de dinheiro

O CEO da empresa, Kris Marszalek, enviou um tweet durante a noite sugerindo que os clientes agora podem retirar de suas contas novamente e que a interrupção durou cerca de 14 horas. Mas ainda há perguntas sem resposta sobre se algum dinheiro foi realmente roubado e se a empresa simplesmente reembolsou aqueles que perderam fundos. Marszalek twittou que nenhum dinheiro foi perdido.

Alguns usuários do crypto.com relataram ter dinheiro “roubado” de suas contas, antes que o sistema fosse restaurado. “Enviei uma mensagem para vocês horas atrás sobre minha conta tendo 4.28ETH roubado do nada e estou me perguntando como eles passaram no 2FA?” O influenciador de criptomoedas Ben Baller twittou na segunda-feira.

O Ethereum de 4,28 que Baller disse ter perdido equivale a aproximadamente US$ 13.600 (R$ 75 mil) em moeda americana. Baller continuou afirmando que cerca de 5.000 éter desapareceram, o equivalente a cerca de US$ 16 milhões (R$ 88 milhões), mas depois enviou um acompanhamento informando que seus fundos haviam sido restaurados.

Novamente, não está claro se os hackers fugiram com fundos roubados e os usuários foram simplesmente compensados ​​pela empresa ou se nenhum dinheiro foi realmente roubado. Crypto.com, que tem cerca de 10 milhões de usuários, ganhou atenção significativa nos últimos meses depois que comprou os direitos de nomeação do Staples Center em Los Angeles e começou a veicular anúncios com o ator Matt Damon.

A plataforma de negociação de criptomoedas também tem acordos comerciais com a Fórmula 1, o Philadelphia 76ers da NBA, o Montreal Canadiens da NHL, entre muitos outros empreendimentos. A Crypto.com continua a buscar acordos de licenciamento em todo o mundo, incluindo um acordo de cinco anos na Austrália com a Australian Football League anunciada na segunda-feira.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos