CSN informa CVM que não arquivará balanço dentro do prazo e apresenta dados não auditados

SÃO PAULO (Reuters) - A Companhia Siderúrgica Nacional informou que não arquivará junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) as demonstrações financeiras referentes ao exercício de 2016 dentro do prazo legal estipulado, segundo fato relevante divulgado na noite de segunda-feira.

Contudo, a empresa antecipou ao mercado alguns números do balanço não auditado. A receita líquida somou 4,519 bilhões de reais no quarto trimestre, 1 por cento maior em relação ao terceiro trimestre.

A CSN ainda reportou lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização de 1,249 bilhão de reais no último trimestre de 2016, ante 1,239 bilhão de reais no terceiro trimestre.

A relação dívida líquida sobre Ebitda ficou em 6,3 vezes ao fim do quarto trimestre, ante 7,4 vezes no terceiro trimestre.

Conforme o documento, a empresa conduz revisão contábil relacionada à combinação de negócios das atividades de mineração e logística.

(Por Gabriela Mello)