Cuba acusa EUA de querer provocar 'revoltas sociais'

'Asfixia econômica para provocar revoltas sociais'. Foi desta maneira que o presidente cubano, Miguel Diaz-Canel , se referiu, nesta segunda-feira, à política americana com relação à ilha. A declaração vem após protestos históricos contra o governo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos