Cuba proíbe moradores de deixarem o país e isola turistas

HAVANA, CUBA, 19.03.2020 - CORONAVÍRUS-CUBA - Movimentação no aeroporto internacional José Martí, em Cuba, que já tem 11 casos confirmados do novo coronavírus (covid-19). (Foto: Irene Pérez/TheNews2/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A ditadura cubana proibiu nesta segunda-feira (23) seus cidadãos de deixarem o país, em mais um medida para tentar conter a disseminação de coronavírus na ilha.

Haverá exceção apenas para quem precisar viajar por "razões humanitárias", disse o número dois do regime, Manuel Marrero. Os cubanos também não poderão se locomover pelas diferentes províncias sem autorização do governo.

Ele anunciou também que todos os 32 mil turistas que estão atualmente no país devem ficar em isolamento e estão proibidos de deixarem seus hotéis a partir desta terça (24).

"Se virmos pessoas na rua, serão tomadas medidas para que retornem ao seu hotel", disse ele, que afirmou que vai trabalhar com governos estrangeiros para que os turistas sejam repatriados o mais rápido possível.

Além disso, todas as escolas do país vão fechar até 20 de abril. O país tem até agora 40 casos confirmados e uma morte, de acordo com os dados da Universidade John Hopkins.