Cúpula das Américas: Bolsonaro citou segurança alimentar, mas fome se compara a 1990

Presidente Jair Bolsonaro (PL) em encontro bilateral com o presidente dos EUA Joe Biden, na 9ª Cúpula das Américas, em Los Angeles, Califórnia, em 9 de junho de 2022 (Foto: AFP)
Presidente Jair Bolsonaro (PL) em encontro bilateral com o presidente dos EUA Joe Biden, na IX Cúpula das Américas, em Los Angeles, Califórnia, em 9 de junho de 2022 (Foto: AFP)
  • Ontem (9), Bolsonaro se encontrou com o presidente dos EUA, Joe Biden, na Cúpula das Américas

  • Na reunião, o mandatário brasileiro disse a Biden que o Brasil é um gigante em segurança alimentar

  • Dados recentes apontam que mais da metade dos brasileiros convivem em 2022 com algum tipo de insegurança alimentar

Na última quinta-feira (9), Jair Bolsonaro (PL) participou de uma reunião com Joe Biden, presidente dos Estados Unidos, na IX Cúpula das Américas, em Los Angeles.

Em sua fala, Bolsonaro tratou sobre as eleições deste ano, questões ambientais e fome. O mandatário afirmou que o Brasil é um exemplo na segurança alimentar. Contudo, a afirmação é enganosa. Dados recentes indicam que a fome atinge 33,1 milhões de brasileiros.

Além disso, mais da metade da população enfrenta algum grau de insegurança alimentar.

Presidente Jair Bolsonaro (PL) em encontro bilateral com o presidente dos EUA Joe Biden, na 9ª Cúpula das Américas, em Los Angeles, Califórnia, em 9 de junho de 2022 (Foto: AFP)
Presidente Jair Bolsonaro (PL) em encontro bilateral com o presidente dos EUA Joe Biden, na IX Cúpula das Américas, em Los Angeles, Califórnia, em 9 de junho de 2022 (Foto: AFP)

Fome no Brasil

"Além da segurança alimentar e da energia limpa, bem como na questão ambiental, o Brasil é um gigante e se apresenta para o mundo como a solução para muitos problemas"

Presidente Jair Bolsonaro (PL), em encontro com Joe Biden, presidente dos EUA em 9 de junho de 2022

Neste ano, 15,5% dos brasileiros passam fome. Em números absolutos, são 33,1 milhões de pessoas sem comer.

Em 2020, 19,1 milhões de pessoas se encontravam nessa situação, o que significa que desde então 14,1 milhões de novos brasileiros começaram a passar fome.

Os dados são do II Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede PENSSAN).

A situação atual supera o índice de 1990 a 1992, quando 14,8% dos brasileiros sofriam com fome, de acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

Além disso, mais da metade dos brasileiros enfrenta algum grau de insegurança alimentar, segundo o relatório. São 58,7% de pessoas que estão em situação de insegurança alimentar leve, moderada ou grave:

Made with Flourish
Made with Flourish
Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos