Curta de diretor carioca vence festivais internacionais

Oito prêmios internacionais. Esta é a bem-sucedida trajetória do curta-metragem “Até que ponto?”, com roteiro e direção assinados pelo ator e diretor Ricardo Soares, morador da Tijuca. Rodado em 2021, o filme, só este ano, recebeu três troféus no New Jersey Film Awards 2022, nos Estados Unidos. Entre as estatuetas levantadas pelo tijucano nesta premiação estão as de Melhor Diretor e Melhor Filme. Na Turquia, a produção venceu, também recentemente, em cinco categorias de três festivais dos quais participou.

Cultura: Retomada de grandes eventos dá novo fôlego para Niterói

Chico Buarque elogiou: Mostra de artista de 92 anos retrata problemas sociais

“Até que ponto?” conta a história de Marta (Nara Monteiro), uma assistente social que, ao orientar os alunos de uma escola sobre relação abusiva, se depara com André (Cesar Cardadeiro), um jovem enigmático.

— Rodei este curta em cinco dias, entre outubro e novembro de 2021, aqui no Rio de Janeiro. “Até que ponto?” é o meu segundo trabalho como diretor e roteirista de curta-metragem. No ano passado filmei “Deixe o sol entrar”, que já foi selecionado para alguns festivais — conta o diretor.

Com uma carreira de 23 anos como ator de teatro, Soares está satisfeito com a repercussão do seu trabalho como cineasta.

— Estou muito feliz com as premiações que o curta vem recebendo nas últimas semanas. De alguma forma é o reconhecimento por um trabalho realizado por uma equipe de profissionais que admiro e com os quais quero trabalhar novamente. E também nos dá credibilidade para levar novos projetos a patrocinadores e editais — diz.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos