Débora Nascimento se emociona ao lembrar da conexão que criou com a filha, Bella, na época em que se separou de José Loreto

Débora Nascimento se emocionou ao lembrar da conexão que criou com a filha, Bella, de sua relação com José Loreto, na época em que decidiu se separar do ator.

— O ambiente de trabalho já não era um lugar tão acolhedor. Era um lugar um pouco mais hostil. O que fazer com essa transição também. De segurar a bucha, de entregar um trabalho inteiro e, tipo, ser profissional. Aí fui para o extremo. "Vou ser profissional porque aqui ninguém vai ver nenhuma lágrima. Vou entregar toda a cena e, é isso: eu amo o que eu faço". Usei como um mantra: "Eu amo o que eu faço, eu amo o que eu faço, eu amo a minha filha" — declarou a atriz, fazendo uma pausa para chorar durante o programa "Mil e uma tretas" (Youtube), de Thaila Ayala e Julia Faria.

Em seguida, Débora, que naquela época sofreu com rumores de uma traição do marido, continuou, lembrando-se de como reagiu:

— (Pensei) "Eu preciso proteger a minha filha e não vou deixar nada interferir na minha escolha de amamentação. A gente sabe que a gente, em estado de estresse, em estado de agonia, trava. Amamentação é uma coisa muito orgânica e sensível. Eu falei: "Eu não vou parar de amamentar. Essa é uma escolha minha, para a minha filha. Não vou deixar terceiros, quartos ou, enfim, qualquer situação, o externo, interferir. Não vou deixar. Então, foi um trabalho muito interno, de percepção própria, das minhas próprias dores, do meu lugar de reserva, sabe? Eu saía do trabalho e ia para o meu ninho, cuidava das minhas dores e das minhas questões (...) É quase como se ela tivesse salvado a minha arte e o meu trabalho. E, até hoje, a Bella me salva.

Quando passou pela crise conjugal, Débora Nascimento estava no ar em "Verão 90". Já José Loreto trabalhava em "O sétimo guardião", ambas nos Estúdios Globo.