Dólar chega a bater R$ 5,28 e Ibovespa opera com volatilidade, em dia que mercados tentam se recuperar de tombo da véspera

·3 minuto de leitura

RIO — Após um dia negativo para os mercados globais, em meio a um sentimento global de aversão ao risco por conta dos possíveis impactos da disseminação da variante Delta do coronavírus para a retomada econômica, a Bolsa brasileira aprsentava volatilidade no início desta terça-feira, enquanto o dólar se valorizava ante o real.

Por volta de 11h, a moeda americana era negociada a R$ 5,2839, alta de 0,64%, após abrir em queda. No mesmo horário, o Ibovespa tinha alta de 0,09%, aos 124.510.

O índice também abriu em queda, chegando a estar abaixo dos 124 mil pontos, e não apresentava uma direção clara.

Os tremores em relação à variante continuam, mas há a expectativa que os mercados esboçem alguma recuperação diante das perdas na véspera. É o que acontece nos Estados Unidos, enquanto os mercados europeus mostravam sinais mistos.

Por volta de 11h, no horário de Brasília, o índice Dow Jones subia 1,21%. No S&P 500, a alta era de 0,40% e, em Nasdaq, de 0,46%.

Na Europa, a Bolsa de Londres cedia 0,04%. Em frankfurt, havia estabilidade e, em Paris, alta de 0,40%.

Já as bolsas asiáticas voltaram a fechar no negativo. O índice Nikkei, da Bolsa de Tóquio, caiu 0,96%. Em Hong Kong, houve baixa de 0,84% e, na China, de 0,07%.

Em nota matinal, analistas da Guide Investimentos destacam que a sessão parece trazer maior estabilidade para o mercado de ações, mesmo que sinais de fraqueza ainda estejam presentes.

Com isso, os investidores seguem ponderando os riscos da pandemia, enquanto analisam novos balanços corporativos. No mercado interno, há o início da divulgação dos balanços referentes ao segundo trimestre do ano, com os resultados de Indústrias Romi e Neoenergia após o fechamento do pregão.

“No pano de fundo, o receio com a força da recuperação adiciona ao debate sobre a longevidade dos estímulos monetários praticados pelos principais bancos centrais do mundo, com destaque para o Fed”, escreveram.

Ações

Entre as ações, as ordinárias da Petrobras (PETR3, com direito a voto) cediam 1,38% e as preferenciais (PETR4, sem direito a voto), 1,11%.

As ordinárias da Vale (VALE3) caíam 1,32%.

No setor financeiro, as preferenciais do Itaú (ITUB4) tinha baixa de 0,10% e as do Bradesco (BBDC4), ligeira alta de 0,04%.

Petróleo em baixa

O petroleo tinha mais um dia de baixas, depois de chegar a cair mais de 7% no dia anterior.

Por volta de 10h45, em Brasília, o contrato do petróleo tipo Brent para setembro cedia 1,65%, negociado a US$ 67,49, o barril. Já o do petróleo WTI para agosto tinha baixa de 1,82%, cotado a US$ 65,21, o por barril.

Os preços da commodty apresentam baixas desde que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) anunciar um acordo para aumentar a produção até 2022.

O aumento dos casos de coronavírus pelo mundo também pressiona a commodity, já que põe em risco as perspectivas positivas de retomada econômica, prejudicando a demanda pelo produto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos