Dólar inicia a semana em alta, a R$ 4,11; Bolsa avança aos 116 mil pontos

Gabriel Martins

RIO — O dólar comercial opera com valorização de 0,61% nesta segunda-feira, valendo R$ 4,117. No mercado acionário, o Ibovespa (índice de referência da B3), sobe 0,54%, aos 116.128 pontos. Nesta semana, as expectativas estão voltadas para a próxima quarta-feira (dia 15), data na qual China e Estados Unidos vão assinar o acordo "fase 1" sobre a guerra comercial.

— O dólar oscilou muito. Foi de R$ 4,20 e R$ 4,05 em um curto espaço de tempo. Vemos essa aceleração agora, mas ela não destoa das projeções para câmbio neste ano — destaca Álvaro Bandeira, economista-chefe do banco digital Modalmais.

O analistas projetam que o dólar vai encerrar o ano na faixa entre R$ 4,05 e R$ 4,10. O Banco Central (BC), porém, estima que a cotação será menor. Nesta semana, os economistas consultados para a elaboração do Boletim Focus revisaram para baixo suas projeções e indicam que a moeda americana vai fechar 2020 a R$ 4,04.

A aceleração do dólar é vista mais como uma especulação do que uma resposta a acontecimentos políticos ou econômicos. A agenda doméstica segue esvaziada, e no exterior, as manifestações populares contra o governo iraniano não impactam de forma intensa nos mercados.

Este cenário de menos tensão nos mercados é refletido no petróleo. O barril do tipo Brent é negociado com estabilidade, a US$ 64,94.