Dólar mantém queda, negociado a R$ 5,45, com mercado atento à contração do PIB dos EUA

RIO - O dólar comercial mantém a trajetória de queda observada na véspera, com o mercado avaliando os dados sobre Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre e do comunicado do presidente do Federal Reserve (Fed, o Banco Central americano). Às 9h50, a moeda americana caía 1,15%, a R$ 5,451.

Os números sobre a economia americana dos três primeiros meses do ano mostraram uma queda de 4,8%, a primeira contração do indicador desde o primeiro trimestre de 2014. O número atual representa a queda mais acentuada desde o quarto trimestre de 2008, quando o mundo enfrentava a crise das hipotecas (subprime).

A economia americana já vinha mostrando de que forma a pandemia de coronavírus estava impactando sua economia. Em um mês, o país registrou mais de 20 milhões de pedidos de seguro-desemprego.

Ainda na agenda internacional, o preço do petróleo segue oscilando. Nesta quarta, os contratos para junho do Brent (negociado na Bolsa de Londres) sobem 5,82%, valendo US$ 21,65. Nos EUA, os contratos do WTI para o mesmo vencimento sobem 17,99%, a US$ 14,56.