Dólar opera em alta, com cenário doméstico no radar

O Globo
·2 minuto de leitura

RIO — O dólar opera em alta ante o real no início desta sexta-feira. Assim como no restante da semana, os investidores seguem acompanhando a temporada de balanços corporativos pelo mundo e o movimento da divisa americana. No cenário interno, as discussões para resolver o impasse sobre o Orçamento para 2021 seguem, como também o andamento da CPI para investigar o combate à pandemia feito pelo governo federal.

Por volta de 09h43, a moeda americana era negociada a R$ 5,63, alta de 0,25%.

Na quinta-feira, o Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu ratificar a decisão do ministro Edson Fachin e anular as condenações do ex-presidente Lula, potencial candidato à Presidência em 2022.

Os agentes de mercado também observam como o novo contexto político pode influenciar o comportamento do presidente Jair Bolsonaro, e que possíveis efeitos isso trará para a condução da política econômica.

PIB chinês sobe

Impulsionadas pelos balanços positivos nos Estados Unidos na véspera e pelos resultados da economia chinesa, as bolsas asiáticas fecharam em alta nesta sexta-feira.

O índice Nikkei, da Bolsa de Tóquio, subiu 0,14%. Em Hong Kong, a alta foi de 0,61% e na China, houve avanço de 0,81%.

O PIB chinês, soma de todas as riquezas produzidas pelo país, cresceu 18,3% no primeiro trimestre em relação ao mesmo período do ano anterior.

A taxa de crescimento é recorde, sendo ajudada pelo cenário econômico em baixa no início de 2020, já que foi no país onde os casos de coronavírus começaram a aparecer e as primeiras restrições de locomoção foram anunciadas.

O crescimento nos três primeiros meses foi superior ao de 6,5%, registrado no último trimestre de 2020.

Os dados foram divulgados pelo Escritório Nacional de Estatísticas, nesta sexta-feira, em Pequim.

Na Europa, as bolsas seguem a tendência de alta vista no dia anterior. Por volta de 09h33, no horário de Brasília, a Bolsa de Londres subia 0,55%. Em Frankfurt, a alta era de 1,05% e o índice CAC 40, da Bolsa de Paris, avançava 0,44%.