Dólar opera em alta, a R$ 4,07 nesta sexta; Bolsa recua, mas encosta nos 115 mil pontos

Gabriel Martins

RIO — No último pregão da semana, o dólar comercial inverteu a tendência de estabilidade e opera em alta, mas ainda abaixo do patamar de R$ 4,10. A moeda americana tem valorização de 0,21%, valendo R$ 4,07. O Ibovespa, índice de referência da Bolsa de São Paulo, recua 0,13%, aos 114.976 pontos. Na véspera, o índice atingiu novo recorde, ao fechar aos 115.131 pontos.

Nesta sexta o IBGE divulgou os dados sobre o IPCA-15 de dezembro, a "prévia da inflação" para o mês. O indicador avançou 1,05% na comparação com novembro deste ano, representando o maior resultado mensal desde junho de 2018, quando o IPCA-15 foi de 1,11%.

Os analistas, porém, indicam que a aceleração da inflação neste fim de ano não deve impactar de forma muito significativa as expectativas sobre a economia do país e, consequentemente, o comportamento do dólar e da Bolsa.

— A economia está dando sucessivos sinais de retomada. Mesmo a alta de inflação não assusta, pois os índices permanecem sustentadamente abaixo das metas, apesar de solavancos pontuais como carne, combustíveis e jogos lotéricos — indicou Rafael Bevilacqua, estrategista-chefe da Levante Investimentos.