Dólar opera em baixa, com exterior positivo e atuação do BC no foco

·3 minuto de leitura

RIO — O dólar opera com baixa ante o real no início desta quinta-feira. O movimento é influenciado pelo ambiente externo mais favorável ao risco e pela atuação do Banco Central (BC) no mercado de câmbio.

Por volta de 10h45, a moeda americana era negociada a R$ 5,4929, queda de 0,28%. No mesmo horário, o índice Ibovespa tinha ligeira queda de 0,09%, aos 113.355 pontos.

Na quarta-feira, após o dólar superar a barreira dos R$ 5,57, o BC anunciou um leilão extraordinário, fazendo com que a moeda cedesse e terminasse o dia em queda.

E após o fechamento do mercado de ontem, o banco anunciou um novo leilão extra de swaps cambiais para o começo deste pregão.

O leilão é uma das formas de o BC evitar um movimento disfuncional do mercado de câmbio, sendo uma operação de "hedge" (proteção) cambial. Em termos práticos, é como se o banco injetasse dólares no mercado futuro da divisa, com a intenção de que o preço dela caia agora.

Serviços sobem

No cenário interno, os investidores repercutem dados do setor de serviços. Segundo dados divulgados pelo IBGE, os serviços avançaram 0,5% em agosto ante julho. É o quinto mês seguido de alta da atividade, levando o setor a alcançar o maior patamar desde 2015.

O número veio em linha com as expectativas e reflete o avanço da vacinação e flexibilização das medidas de restrição.

Petróleo em alta

No exterior, o dia começava com altas firmes dos preços do petróleo e do gás natural em meio a um cenário de baixa oferta.

Por volta de 10h40, no horário de Brasília, o preço do contrato para dezembro do petróleo tipo Brent subia 1,07%, negociado a US$ 84,07.

Já o contrato do petróleo tipo WTI para novembro subia 0,83%, cotado a US$81,11.

O movimento ocorria após um relatório da Agência Internacional de Energia ressaltar que a escassez de gás natural está provocando uma migração do gás para o petróleo em um momento de demanda mais aquecida pela retomada da atividade econômica global.

Para a agência, essa migração vai elevar a demanda pelo petróleo em 500 mil barris diários nos próximos meses, o que pode acelerar a inflação e desacelerar a recuperação econômica no pós-pandemia.

A alta da commodity era refletdia nas açoes da Petrobras. As ordinárias (PETR3, com direito a voto) subiam 1,19% e as preferenciais (PETR4, sem direito a voto), 1,32%.

Ainda no debate sobre combustiveis, foi aprovado em votação na Câmara dos Deputados, na quarta-feira, o texto da proposta que altera a forma como o ICMS é calculado para obter redução no preço dos combustíveis.

O subistitutivo apresentado pelo relator promove uma série de alterações na forma da cobrança do tributo estadual. Ele determina que as alíquotas do imposto sejam específicas, por unidade de medida adotada, definidas pelos estados e pelo Distrito Federal para cada produto (gasolina, diesel ou etanol).

A aprovação ocorre em um contexto de discussão sobre a alta do preço dos combustíveis e com a proximidade do calendário eleitoral.

— O que podemos antecipar é que essa discussão coloca as ações de empresas ligadas a combustíveis (petróleo) no radar dos investidores, como é o caso da Petrobras — destaca a especialista em ações da Clear Corretora, Pietra Guerra.

Vale sobe

Em mais um dia positivo para o minério de ferro negociado na China, as ordinárias da Vale (VALE3) subiam 0,35% e as da Siderúrgica Nacional (CSNA3), 0,44%.

As preferenciais da Usiminas (USIM5) avançavam 0,80%.

No setor financeiro, as preferenciais do Itau (ITUB4) e do Bradesco (BBDC4) tinham quedas de 0,29% e 0,59%.

Bolsas no exterior

Na Europa, as bolsas operavam com altas. Por volta de 10h40, no horário de Brasília, a Bolsa de Londres subia 0,91%. A Bolsa de Frankfurt avançava 1,23% e a de Paris, 1,25%.

As bolsas asiáticas fecharam com direções contrárias. O índice Nikkei, da Bolsa de Tóquio, subiu 1,46. Na China, houve queda de 0,10%, com dados de inflação ao produtor altos.

Já a Bolsa de Hong Kong permaneceu fechada devido a um feriado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos