Dólar ronda estabilidade ante o real, à espera de dados dos EUA

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar rondava a estabilidade ante o real nesta sexta-feira, com investidores se preparando para a divulgação do importante relatório de emprego do governo dos Estados Unidos, que pode reforçar as apostas de que os juros estão prestes a subir no país. Às 10:11, o dólar avançava 0,02 por cento, a 3,7771 reais na venda, após recuar 0,53 por cento na véspera. "Números fortes podem servir de combustível para o fortalecimento do dólar, aumentando as chances de o Fed elevar os juros nos EUA ainda neste ano", disse o operador da corretora SLW João Paulo de Gracia Correa, referindo-se ao Federal Reserve, banco central norte-americano. O governo dos EUA divulga os dados de criação de vagas de trabalho fora do setor agrícola e a taxa de desemprego no país às 11h30 desta sexta-feira. Economistas consultados pela Reuters esperam que a economia norte-americana tenha gerado 180 mil postos, mantendo a taxa de desemprego em 5,1 por cento. Em entrevista à Reuters, o presidente do Fed de St. Louis, James Bullard, disse que o banco central tem o desafio de convencer o mercado de que mesmo uma desaceleração na criação de vagas ainda permitiria um aumento dos juros norte-americanos. Juros mais altos nos EUA tendem a atrair para a maior economia do mundo recursos aplicados em países como o Brasil. Investidores também continuavam adotando cautela em meio às incertezas políticas e econômicas no Brasil, que vêm estimulando a volatilidade e reduzindo o volume de negócios nos mercados locais. O Banco Central dará continuidade, pela manhã, à rolagem dos swaps cambiais que vencem em dezembro, com oferta de até 12.120 contratos, que equivalem a venda futura de dólares. (Por Bruno Federowski)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos