Dólar sobe mais de 1% e Bolsa cai, com incertezas sobre a PEC dos precatórios

·4 min de leitura

RIO — O dólar opera com alta ante o real e a Bolsa cai no início desta segunda-feira. A semana mudou, mas os assuntos que dominam as atenções dos investidores são os mesmos. Eles seguem de olho nas dificuldades para a tramitação da proposta de emenda à Constituição (PEC) dos precatórios, que aumentaram após decisões da ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, enquanto avaliam novos dados de balanços corporativo do terceiro trimestre.

Por volta de 10h30, a moeda americana tinha alta de 1,13%, negociada a R$ 5,5813. No mesmo horário, o Ibovespa cedia 0,20%, aos 104.614 pontos.

O desempenho de empresas ligadas às commodities, como a Vale e a Petrobras, ajudava a evitar uma queda maior do principal índice da B3.

O ambiente de maior incerteza também pressionava as taxas de juros futuras.

Por volta de 10h, a taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2022 subia de 8,42% no ajuste anterior para 8,47% e a do DI para janeiro de 2023 tinha alta de 12,13% para 12,40%.

Já a do DI para janeiro de 2025 passava de 12,13% para 12,39% e a do DI para janeiro de 2027 tinha alta para 12,29% ante os 12,09% da leitura anterior.

Mais dificuldades no caminho

A PEC já foi aprovada no primeiro turno da Câmara, com uma margem estreita. A proposta ainda precisa ser aprovada em segundo turno, previsto para ocorrer nesta terça-feira, e também pelos senadores.

Além da resistência dos próprios parlamentares, na sexta-feira, a ministra do STF, Rosa Weber, determinou que a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados preste esclarecimentos sobre a aprovação, atendendo a uma ação do PDT.

A ação questiona o voto de deputados que estavam em viagem e que foram autorizados pelo presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL) a participar remotamente da sessão. Essa foi uma das manobras usadas por Lira para garantir que a medida passasse.

A ministra ainda mandou suspender "integral e imediatamente" a execução das chamadas "emendas de relator" no orçamento de 2021, usadas pelo governo para turbinar as emendas parlamentares de aliados no Congresso.

Agora, resta saber se as decisões podem atrasar o ritmo do andamento da PEC. Elas irão a julgamento no Plenário virtual do STF.

A proposta é fundamental para o governo, pois abre espaço no Orçamento de 2022 para o pagamento do Auxílio Brasil, além de prever a revisão das regras do teto de gastos.

O mercado, de forma geral, não gosta da PEC. No entanto, com a não aprovação, há o temor que o governo adote medidas ainda mais prejudiciais aos cofres públicos para pagar o benefício social.

“A judicialização da PEC traz incertezas, até por conta de o governo ameaçar iniciar pagamentos do Auxílio Brasil já a partir de 17/11”, destaca o economista-chefe do banco digital Modalmais, em relatório matinal.

No dia, o destaque também vai para o Boletim Focus, relatório semanal divulgado pelo Banco Central (BC), com as expectativas do mercado.

As projeções do Produto Interno Bruto (PIB) para 2022 foram reduzidas pela quinta semana seguida, com estimativa de crescimento de 1%. Para o PIB deste ano, a projeção passou para 4,93%.

A expectativa para a inflação ao final deste ano subiu pela 31ª semana seguida, chegando a 9,33%, acima dos 8,59% esperados há quatro semanas.

Já é um nível bem acima do teto da meta de inflação do BC, que é de 5,25%. Para o ano que vem, as projeções sobem há 16 semanas e a última previsão é de 4,63%

Powell fala

O dia ainda conta com a expectativa por falas do presidente do Federal Reserve, Banco Central americano, Jerome Powell.

Após o Fed ter anunciado o início da retirada de estímulos na semana passada, o chamado “tapering”, os agentes de mercado observam se haverá novas sinalizações sobre o processo de retirada ou até mesmo comentários sobre quando virá a alta de juros. Esses continuam em patamar próximo a zero.

Ações

Entre as ações, as ordinárias da Petrobras (PETR3, com direito a voto) subiam 0,34% e as preferenciais (PETR4, sem direito a voto), 0,70%.

As ordinárias da Vale (VALE3) avançavam 1,40% e as da Siderúrgica Nacional (CSNA3), 0,28%.

As preferenciais da Usiminas (USIM5) subiam 1,41%.

No setor financeiro, as preferenciais do Itaú (ITUB4) e do Bradesco (BBDC4) avançavam 0,35% e 0,25%, respectivamente.

Com o fim do horário de verão nos Estados Unidos, o pregão regular para o mercado de ações na B3 será estendido em uma hora a partir desta segunda-feira, terminando oficialmente às 18h. O horário de abertura permanece às 10h.

O after market ficará suspenso, exceto para os dias de exercício de opções sobre ações.

Bolsas no exterior

Na Europa, as bolsas operavam mistas. Por volta de 10h30, no horário de Brasília, a Bolsa de Londres cedia 0,09% e ade Frankfurt, 0,19%. A Bolsa de Paris avançava 0,28%.

As bolsas asiáticas fecharam com direções contrárias. O índice Nikkei, da Bolsa de Tóquio, cedeu 0,35%. Em Hong Kong, houve baixa de 0,43% e, na China, alta de 0,20%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos