Dólar tem pequena alta no dia seguinte a ato terrorista

Logo Agência Brasil
Logo Agência Brasil

No dia seguinte ao ato terrorista na capital federal, o mercado financeiro teve reações limitadas. O dólar e a bolsa fecharam em pequena alta após as reações institucionais às depredações às sedes dos Três Poderes.

O dólar comercial encerrou esta segunda-feira (9) vendido a R$ 5,258, com alta de R$ 0,021 (+0,41%). A cotação enfrentou momentos de volatilidade, chegando a R$ 5,31 na máxima do dia, por volta das 12h, mas desacelerou ao longo da tarde.

No mercado de ações, o dia também foi marcado por pequenas correções. O índice Ibovespa, da B3, fechou aos 109.130 pontos, com avanço de 0,15%. O indicador oscilou bastante, alternando altas e baixas, mas conseguiu firmar a alta nos minutos finais de negociação.

Apesar da tensão em Brasília, os investidores entenderam que a reação forte das instituições democráticas e a prisão de cerca de 1,5 mil pessoas que ontem invadiram o Palácio do Planalto, o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal evitaram uma crise política maior. Isso limitou o avanço da moeda norte-americana.

No cenário internacional, a reversão de expectativas ao longo do dia influenciou as bolsas de valores. No início do dia, os investidores acreditavam que números divulgados na semana passada, como a desaceleração na criação de empregos nos Estados Unidos, reduziriam as chances de o Federal Reserve (Fed, Banco Central norte-americano) manter os juros altos por longo tempo.

Durante a tarde, no entanto, a percepção se inverteu, fazendo as bolsas norte-americanas caírem. O mercado externo adverso fez a bolsa brasileira desacelerar no fim da tarde e quase anular os ganhos registrados ao longo da sessão.

*Com informações da Reuters