Dados da PF e da PRF são excluídos em ataque hacker

·1 min de leitura
  • O ataque afeta diretamente o trabalho de policiais que atuam no direcionamento de operações;

  • Dados de policiais com dívida ativa com a União foram deletados;

  • Segundo a PF e PRF, a suspeita é que tenha ocorrido um ataque do tipo ransomware.

Os sistemas internos da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) sofreram um ataque cibernético no dia 10 de dezembro.

Dados de policiais com dívida ativa com a União foram deletados e é possível que outras informações tenham sido excluídas dos bancos de dados, afetando diretamente o trabalho de policiais que atuam no direcionamento de operações. A informação foi publicada pelo Portal R7.

Segundo a PF e PRF, a suspeita é que tenha ocorrido um ataque do tipo ransomware, em que criminosos “sequestram” arquivos de equipamentos de computadores e celulares. O caso está sendo investigado pela Polícia Federal e acompanhado pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI). Uma equipe técnica também está trabalhando para restaurar os sistemas.

Outros ataques

Este não é o primeiro ataque hacker que sistemas do governo federal sofreram em 2021. Além da PF e da PRF, o Ministério da Saúde (MS)foi alvo de hackers também no dia 10 de dezembro, gerando instabilidade no site do MS e no aplicativo ConecteSUS. Os usuários não conseguiam, por exemplo, emitir o comprovante de imunização.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta segunda-feira (20) que o Conecte SUS – plataforma com dados de saúde dos brasileiros e que mostra comprovantes de vacinação contra a Covid-19 – deve ser restabelecido até esta quarta (22).

Segundo Queiroga, a nova previsão foi informada pelos técnicos que trabalham para recuperar o sistema.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos