Daily Mail vai indenizar Melania Trump por alegações sobre trabalho como modelo

A primeira-dama dos Estados Unidos, Melania Trump, em evento da Cruz Vermelha, na Flórida. 04/02/2017 REUTERS/Carlos Barria

LONDRES (Reuters) - O jornal britânico Daily Mail concordou nesta quarta-feira em pagar à primeira-dama dos Estados Unidos, Melania Trump, um valor não revelado e em publicar um pedido de desculpas após ter afirmado que Melania oferecia "serviços além da função de modelo" em seu antigo trabalho.

A esposa do presidente dos EUA, Donald Trump, processou a editora do Daily Mail no Reino Unido e deu entrada em um processo de 150 milhões de dólares contra a companhia em Nova York, alegando que o artigo a fez perder milhões de dólares em potenciais negócios.

Uma fonte familiar com a situação disse que o acordou foi fechado em menos de 3 milhões de dólares, incluindo taxas legais e indenizações.

O Daily Mail, que comanda o que chama de o maior site do mundo de jornal na língua inglesa, pediu desculpas pelo artigo nesta quarta-feira e publicou uma correção em sua página inicial.

"Um artigo de 20 de agosto de 2016 sobre Melania Trump... questionou a natureza de seu trabalho como modelo profissional e publicou novamente alegações de que ela oferecia serviços que iam além do trabalho de modelo", informou a editora Associated Newspapers.

"Nós aceitamos que essas alegações sobre Melania Trump não são verdadeiras e nós nos retratamos e retiramos as acusações...nós concordamos em pagar à ela indenizações e custos".

(Reportagem de Costas Pitas, Michael Holden e Kate Holton)