Damares Alves fecha comitês de Gênero e Diversidade e Inclusão

MInistra Damares Alves vem sendo muito criticada desde o início de sua gestão - Foto: Valter Campanato/Agencia Brasil

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos humanos extinguiu seis comitês dentro da sua pasta

  • Além do fechamento dos colegiados, Damares não utilizou verba destinada a projeto criado para reduzir violência contra mulheres

A Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos Damares Alves extinguiu seis comitês de seu ministério, incluindo o de Gênero e do Diversidade e Inclusão. A revogação foi publicada nesta segunda-feira (19) no Diário Oficial.

SIGA O YAHOO NOTÍCIAS NO INSTAGRAM

A função do comitê de Gênero era propor medidas para coibir violência de gênero contra funcionários do ministério e propor ações para promover igualdade na pasta. O colegiado foi criado em 2018 e nomeado Janaína Romão, funcionária do Ministério dos Direitos Humanos morta pelo ex-companheiro.

Leia também

A pasta referente à Diversidade e Inclusão tinha por objetivo promover a diversidade sexual e proteção a pessoas LGBT dentro do ministério.

Oficialmente, as atribuições das pastas extintas ficarão com a Secretaria Executiva do Ministério, órgão que realizava a coordenação dos comitês.

Os outros colegiados extintos foram os comitês para a Desburocratização, o de Convênios e Contratos Administrativos, o da Segurança da Informação e Comunicação e o da Agenda de Convergência.

Além da extinção de comitês, Damares não gastou um centavo com a Casa da Mulher Brasileira após 7 meses. A Casa da Mulher Brasileira faz parte de um programa lançado por decreto em 2013 pela então presidente Dilma Rousseff (PT) com o nome de “Mulher: Viver Sem Violência”. O objetivo era expandir a rede de serviços voltados para as mulheres vítimas de violência e promover a integração entre eles.