Dandara Mariana critica a Globo: “Vão colocar um monte de negro como escravo, que preguiça”

Dandara Mariana está no ar em 'Salve-se Quem Puder' (Globo/Vicotor Pollak)

As discussões sobre racismo no Brasil e no Mundo estão maiores e ocupando novos espaços há mais de uma semana e Dandara Mariana não poupou críticas e reflexões durante um bate-papo com Orlanda Ferreira, advogada trabalhista da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher do Rio.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentários.

Ao comentar a repercussão no brasil dos protestos sobre o assassinato de George Floyd nos Estados Unidos ela criticou a CNN Brasil. “Não dá para o Waack falar sobre racismo. Ele não nos representa”, afirmou. O jornalista foi duramente criticado e suas falas racistas no passado foram recuperadas nas redes sociais.

Leia também

A atriz também falou sobre a percepção do lugar de privilégio que pessoas brancas têm. “Não é possível que o homem branco não perceba que os negros do ambiente que ele frequenta estão em lugares subalternos. Os meus estão chorando. A mãe do Miguel está chorando em cima do corpo dele, a mãe do João Pedro, a mãe da favela está chorando pelo seu filho moro na viela”, criticou.

No ar em ‘Salve-se Quem Puder’, novela das sete que foi interrompida por conta da pandemia do Covid-19, Dandara criticou a próxima novela das seis da TV Globo, ‘Nos Tempos do Imperador’, que também teve sua estreia adiada para quando os trabalhos forem retomados com segurança nos Estúdios Globo.

“Não quero ver novela falando de Dom Pedro. Não dá para ver mais a novela de Princesa Isabel, ela não representa mais de 60% do Brasil. Vão fazer novela para colocar um monte de negro como escravo, que preguiça!  Repensa”, questionou sobre as escolhas do canal.

E Dandara continua a crítica apontando erros já cometidos. “Vamos pensar sobre isso. Não contaram a história de Dandara, a história de Zumbi. Não dá para a Bahia ser branca. É mentira”, pontuou ao lembrar do elenco de ‘Segundo Sol’ que se passava em Salvador e tinha poucos negros.

“Nós que damos audiência, somos as pessoas que fazem o dinheiro rodar. Eles (os veículos de mídia) ficam querendo fazer com que a gente não acredite nisso. Vamos pensar no que estamos consumindo. Isso é um grande passo para um país melhor”, refletiu.

Vice-campeã da temporada de 2019 do ‘Dança dos Famosos’, do ‘Domingão do Faustão’, ela ainda alfineta: “Tem que dançar muito, e nem dançando muito você consegue (conquistar). Entendedores entenderão”, contou.

George Floyd

Mariana também comentou sobre o levante de pessoas negras que há 10 dias toma as ruas dos Estados Unidos protestando contra a violência policial após o assassinato de George Floyd. “Eles tiveram outro tipo de colonização e a história do negro americana foi contada: tem biografia, tem filme. É diferente da nossa história e do nosso percurso. Ter a história deles registrada os empodera em um lugar muito foda. Nossa história não é contada desde a escola”, apontou.

A atriz citou artistas negros que são idolatrados por lá. “Beyoncé, Bob Marley, Michael Jackson... Eles são os caras. Aqui a gente pena. Ganhamos um prêmio e continuamos desempregados. O artista aqui é assim”, comentou.

“A nossa história foi apagada. Precisamos ter o filme sobre o Milton Gonçalves, o Antonio Pitanga, do meu pai, Romeu Evaristo. Há quantos anos era só a Taís (Araújo) e não poderia ter outra? Já ouvi de diretores: ‘Não tinha tantos atores negros bons e queríamos te chamar’. Essas pessoas estão erradas e temos que colocar os nossos no pedestal”, refletiu.

  • PM que pisa no pescoço de mulher negra entrou na corporação como um dos piores classificados
    Política
    Yahoo Notícias

    PM que pisa no pescoço de mulher negra entrou na corporação como um dos piores classificados

    O soldado João Paulo Servato está há oito anos na Polícia Militar e foi aprovado no concurso de 2011 entre as mais baixas classificações; batalhão que ele faz parte já praticou outros tipos de tortura

  • Adolescente pega arma do pai e mata acidentalmente amiga de 14 anos no Mato Grosso, diz PM
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Adolescente pega arma do pai e mata acidentalmente amiga de 14 anos no Mato Grosso, diz PM

    Sete armas de fogo teriam sido encontradas na residência, todas pertencentes ao pai da autora do crime

  • A médica brasileira que contraiu covid-19 e foi salva pelo método de ventilação que ela ajudou a criar
    Saúde
    BBC News Brasil

    A médica brasileira que contraiu covid-19 e foi salva pelo método de ventilação que ela ajudou a criar

    A intubação da pneumologista da USP Carmen Valente Barbas abalou a moral de médicos que combatiam coronavírus recém-chegado ao Brasil.

  • Conheça a história de amor de 28 anos de Kelly Preston e John Travolta
    Estilo de vida
    O Globo

    Conheça a história de amor de 28 anos de Kelly Preston e John Travolta

    Atriz morreu de câncer de mama no último domingo

  • Carlos Bolsonaro publica vídeo de Major Olímpio xingando militante bolsonarista; senador responde
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Carlos Bolsonaro publica vídeo de Major Olímpio xingando militante bolsonarista; senador responde

    Senador justificou que estava sendo atacado sistematicamente por um apoiador do presidente Jair Bolsonaro

  • Nova-iorquinos começam a deixar a cidade devastada pela pandemia
    Notícias
    AFP

    Nova-iorquinos começam a deixar a cidade devastada pela pandemia

    O trauma da pandemia de coronavírus levou muitos nova-iorquinos a deixarem permanentemente a maior cidade dos Estados Unidos, que agora tem muitos apartamentos vazios com o aumento dos preços imobiliários nos subúrbios e nas cidades próximas.

  • Gilmar Mendes ultrapassou limite da crítica, diz Mourão
    Política
    Reuters

    Gilmar Mendes ultrapassou limite da crítica, diz Mourão

    O vice-presidente comentou ainda o distensionamento que vem ocorrendo nas últimas semanas entre o Executivo e o Judiciário.

  • O médico que descobriu como a cólera se espalha (e impediu a doença de causar mais mortes)
    Saúde
    BBC News Brasil

    O médico que descobriu como a cólera se espalha (e impediu a doença de causar mais mortes)

    Doença matava milhões em todo o mundo no século 19, mas ninguém suspeitava como ela se espalhava, até que o médico inglês John Snow elaborou uma teoria, que se provaria correta após sua morte.

  • Corpo encontrado em lago na Califórnia é o da atriz Naya Rivera
    Entretenimento
    HuffPost Brasil

    Corpo encontrado em lago na Califórnia é o da atriz Naya Rivera

    O corpo encontrado no lago Piru, na floresta nacional de Los Padres(California), na manha desta segunda (13) e mesmo o da atriz Naya Rivera, queficou famosa pelo papel da lider de torcida Santana Lopez na serie Glee(2009 -2015).

  • Bolsonaro diz estar "muito bem" e que deve fazer novo exame de Covid-19 na terça-feira
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Bolsonaro diz estar "muito bem" e que deve fazer novo exame de Covid-19 na terça-feira

    Bolsonaro afirmou que está em isolamento em um quarto no Palácio da Alvorada, de onde despacha desde a semana passada

  • Traficante morre após cair de um andaime, durante fuga da polícia, na Barra
    Notícias
    O Globo

    Traficante morre após cair de um andaime, durante fuga da polícia, na Barra

    Carlos Henrique Fowler Moscoso, conhecido como Brutus, caiu do décimo andar de seu prédio

  • Defesa aciona PGR contra Gilmar Mendes por ministro ter associado Exército a genocídio
    Política
    Reuters

    Defesa aciona PGR contra Gilmar Mendes por ministro ter associado Exército a genocídio

    "Comentários dessa natureza, completamente afastados dos fatos, causam indignação. Trata-se de uma acusação grave, além de infundada, irresponsável e sobretudo leviana.

  • Pacientes com Covid-19 podem ter coágulos espalhados pelo corpo, diz estudo
    Saúde
    Yahoo Notícias

    Pacientes com Covid-19 podem ter coágulos espalhados pelo corpo, diz estudo

    A disseminação dos coágulos pelo corpo foi confirmada em um estudo realizado por cientistas de instituições norte-americanas publicado no fim de junho na revista científica EClinicalMedicine

  • Neto de Elvis Presley é encontrado morto
    Entretenimento
    HuffPost Brasil

    Neto de Elvis Presley é encontrado morto

    Benjamin Keough, neto de Elvis Presley, foi encontrado morto no domingo (12),aos 27 anos, em Calabasas, na California.

  • Disputa por trono na Itália
    Entretenimento
    AFP

    Disputa por trono na Itália

    Eleita 'princesa' de Seborga no ano passado, Nina Menegatto trava uma disputa pela coroa do principado. Um suposto príncipe francês tem planos diferentes para a vila de 320 moradores.

  • Governo demite coordenadora do Inpe após alertas sobre desmatamento na Amazônia
    Notícias
    O Globo

    Governo demite coordenadora do Inpe após alertas sobre desmatamento na Amazônia

    A exoneração de Lubia Vinhas acontece em meio às maiores taxas de desmatamento da Amazônia registradas nos últimos cinco anos

  • UE coordena seu apoio a Hong Kong e adverte Pequim
    Política
    AFP

    UE coordena seu apoio a Hong Kong e adverte Pequim

    A União Europeia vai coordenar medidas para apoiar a população de Hong Kong e alertou que a aplicação da lei de segurança imposta por Pequim à antiga colônia britânica "terá um impacto" em suas relações com a China, anunciou nesta segunda-feira o chefe da diplomacia europeia.

  • Einstein afirma que afastou médica que comparou medo da Covid-19 com o Holocausto
    Saúde
    Folhapress

    Einstein afirma que afastou médica que comparou medo da Covid-19 com o Holocausto

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A médica Nise Yamaguchi foi afastada da sua posição no corpo clínico do Hospital Israelita Albert Einstein na sexta-feira (10) após dar declarações em que comparava o medo da pandemia de Covid-19 ao sentimento das vítimas do holocausto. Em entrevista à TV Brasil no dia 5 de julho, a médica, especializada em imunologia e oncologia, afirmou: "O medo é prejudicial para tudo (...). Te paralisa, te deixa massa de manobra. Você acha que alguns poucos militares nazistas conseguiriam controlar aquela massa de rebanho de judeus famintos se não os submetessem diariamente a humilhações, humilhações, humilhações, tirando deles todas as iniciativas? Quando você tem medo fica submisso a situações terríveis". O presidente do Einstein, Sidney Klajner, confirmou o afastamento dela na tarde de sábado (11). "A doutora Nise Yamaguchi teve uma suspensão provisória enquanto o comitê de ética institucional do hospital apurará o que norteou os comentários relativos à comparação da pandemia ao momento do Holocausto, um momento para nós extremamente importante em que 6 milhões de judeus foram mortos. Vários sobreviventes, inclusive, contribuíram para a própria fundação do hospital Albert Einstein", disse em entrevista ao SBT. Klajner afirmou ainda que "nunca na história do Hospital Israelita Albert Einstein, que completou neste mês de junho 60 anos, houve uma situação igual a esta". Também em entrevista ao SBT, a imunologista confirmou seu afastamento, mas disse que ele ocorreu por causa de sua defesa da cloroquina e da hidroxicloroquina no tratamento da Covid-19. O Einstein desaconselhou o uso do medicamento, cuja eficácia contra o coronavírus não foi provada nos estudos feitos até agora. Yamaguchi também afirmou que sua fala foi interpretada de forma errônea. "Recebi uma ligação hoje [sexta-feira] do diretor clínico do hospital me informando que a partir desse momento eu não poderia mais exercer minhas funções no hospital, não poderia prescrever ou atender meus pacientes que já estão internados", disse ela na sexta-feira (10) na mesma entrevista. Por meio de nota divulgada pelo seu advogado no último domingo (12), a médica pediu desculpas e afirmou que "nunca houve qualquer manifestação separatista, racista e/ou xenofóbica de qualquer sorte (...), pois é solidária à dor dessa ilustre comunidade como sendo a maior das atrocidades de nossa história ocidental. Por fim, manifesta o pedido de desculpas por expressões outras e interpretações errôneas sobre assuntos sensíveis ao grande sofrimento judaico que envolveram seu nome." Yamaguchi atua desde 2015 no hospital como oncologista e é uma das médicas que mais defendem publicamente o uso da cloroquina e hidroxicloroquina, inclusive para casos leves, e chegou a ser cotada para o cargo do Ministério da Saúde após a saída de Luiz Henrique Mandetta, em abril. "Faço a defesa da hidroxicloroquina porque eu tenho certeza que ela cura pacientes nas fases iniciais. E eu, ao insistir que esse remédio pode curar pessoas, iria na contramão do que o hospital e seu corpo médico decidiu", disse. Klajner, porém, disse que a decisão do hospital de afastar a médica não teve relação com sua posição sobre os medicamentos, mas, sim, com a declaração sobre o holocausto. Questionado na entrevista sobre o peso da defesa de Yamaguchi da hidroxicloroquina na tomada de decisão, o presidente do Einstein afirmou que ela não interferiu em nada. Disse ainda que a diretoria já havia chamado a médica para conversar sobre a utilização do nome do hospital Albert Einstein ao se manifestar a favor do medicamento e que foi requisitada a não associar a instituição à sua posição. Até o momento, o consenso da comunidade científica é de que não há evidências a favor do uso da droga em pacientes com Covid-19. Em nota, o hospital afirmou que "respeita a autonomia inerente ao exercício profissional de todos os médicos" e que "a doutora Nise faz parte do corpo clínico do hospital, sendo admissível que perfilhe entendimento próprio com relação ao atendimento de seus pacientes ou à sua postura em face da pandemia". E acrescenta que a médica "estabeleceu analogia infeliz e infundada entre o pânico provocado pela pandemia e a postura de vítimas do Holocausto". "Como se trata de manifestação insólita, o hospital viu por bem averiguar se houve mero despropósito destituído de intuito ofensivo ou manifestação de desapreço motivada por algum conflito. Durante essa averiguação, que deve ser breve, o hospital não esperava que o fato viesse a público."

  • 'Ligue Djá': 5 revelações sobre Walter Mercado no novo documentário da Netflix
    Entretenimento
    BBC News Brasil

    'Ligue Djá': 5 revelações sobre Walter Mercado no novo documentário da Netflix

    Lançado pelo serviço de streaming na semana passada, produção investiga vida do famoso astrólogo, uma figura misteriosa e símbolo de extravagância na América Latina e nos EUA, que morreu em novembro passado.

  • Ator Johnny Depp nega agressão à ex, após perder milhões
    Entretenimento
    AFP

    Ator Johnny Depp nega agressão à ex, após perder milhões

    O ator norte-americano Johnny Depp voltou a negar em um tribunal britânico, nesta segunda-feira (13), que tenha sido violento com sua ex-mulher Amber Heard, mesmo depois de "perder" milhões de dólares para o grupo que administrava seus negócios.

  • Papa lamenta conversão de Santa Sofia em mesquita
    Notícias
    AFP

    Papa lamenta conversão de Santa Sofia em mesquita

    Ao final da oração do Angelus, no último domingo, no Vaticano, o papa Francisco se disse ‘muito entristecido’ com a covnersão da antiga basílica de Santa Sofia de Istambul em mesquita.