Darlan Romani encara final do arremesso de peso nos Jogos de Tóquio: 'Quero muito essa medalha'

·3 minuto de leitura

Darlan Romani viveu tantas dificuldades desde o adiamento dos Jogos Olímpicos, ano passado, que enumerar tudo quase acaba com os dedos de uma mão. Ele foi obrigado a treinar improvisadamente em casa, teve o condicionamento físico afetado depois de contrair a Covid-19, passou por cirurgia de hérnia de disco e ainda por cima esteve impossibilitado de trabalhar presencialmente com seu técnico nesta temporada. Justo Navarro ficou preso em Cuba devido à quarentena no país para conter a disseminação do vírus.

Tudo isso só valoriza a quarta melhor marca na classificatória para a final do arremesso de peso, programada para acontecer às 23h05 (de Brasília), no Estádio Nacional. A pressão externa por um lugar no pódio, admite, é grande. Mas nada que se compare ao desejo próprio de terminar entre os três primeiros:

- Eu quero muito essa medalha.

Como foi seu ciclo olímpico?

Foi um ciclo em que deu tudo certo até 2019. Estávamos a milhão treinando, dando tudo certo. Tivemos uma ótima temporada, melhorando a cada ano, a cada treino. A gente chegou ao nível que queria chegar. Estávamos muito fortes, superbem, cumprindo metas, batendo marcas, cumprindo objetivos. Aí veio a pandemia e atrapalhou muito. Estava com uma sobrecarga de treino muito alta. Estávamos pensando em colocar o pé na Europa para começar a competir e aí tomamos o susto com a pandemia.

E como ela atrapalhou?

Em tudo. Você vem treinando num ritmo superforte e de repente para. Retomamos com calma, treinando, sem saber se teria Jogos ou não, e de repente minha esposa saiu chorando para fora de casa. "Amor, a Olimpíada foi adiada", ela disse.

A pandemia atrapalhou a todos, mas você crê que seus adversários sofreram menos?

Certamente há adversários que sofreram menos com a pandemia do que eu. Nossa prova é uma prova fácil de conseguir trabalhar, desde que você tenha todas as condições. E a maioria do pesosal que eu sigo (nas redes sociais), tem lugar especifico só para isso, só para arremesso de peso. Muitos deles não pararam em lugar jenhum. Eu tive de improvisar, trazer material para casa, vamos começar de novo, não vamos...

O que explica o nível do arremesso de peso hoje (no Mundial de 2019, Romani acertou o melhor arremesso da carreira, mas ainda assim ficou em quarto lugar)?

O nível da nossa prova tem subido a cada ano, cada vez mais. Quem dormir um pouco no ponto, fica para trás. O pessoal está se dedicando, todo mundo encontrou um caminho para arremessar bem. Vamos ver, podemos ter grandes surpresas pelo caminho.

E como lidar com a cobrança?

Tem sido bem complicado, esse ponto de cobrança. Tem a minha cobrança natural. Eu quero muito essa medalha. Tem a cobrança do meu treinador, da confederação, então está uma cobrança extrema. Se você vê cada mensagem que a gente recebe no Instagram... Mas temos de aprender a lidar com isso. Tenho psicólogo, psiquiatra, todo mundo que me ajuda a colocar a cabeça no lugar.

A esposa ajudou também?

Minha esposa, Sara, é meu braço direito em tudo. Ela é meu suporte para todos os lados, ela me coloca para cima, faz meu cafe, fala do treino, é sempre assim, é bem positiva, me ajuda muito.

E o que você faz para esquecer um pouco o arremesso quando não está competindo?

Eu gosto de dirigir, de caminhão, essas coisas. Tenho uma empresa de transporte, e como gosto de dirigir caminhão, van, eu ajudo a tocar a empresa. Mas nada que me tira do foco, do que é principal.

Tem algum atleta em especial que você tenha visto em Tóquio?

Queria muito que nossos atletas conseguissem resultados. O atletismo é um esporte que às vezes é deixado de lado, não é muito visto, apesar de ser a base de tudo. Gostaria muito que todos nossos atletas fossem bem, num sentido geral, para a gente tentar mudar esses olhos, e ver o que está ao redor de outra maneira.

Mas você não vê nenhuma melhora no atletismo em relação aos Jogos do Rio?

Melhoramos muito em relação a 2016, mas ainda temos muito a conquistar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos