Datafolha: 56% dos brasileiros são a favor de impeachment de Bolsonaro

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO — A maioria dos brasileiros, 56%, diz ser a favor da abertura de impeachment do presidente Jair Bolsonaro pelo Congresso, de acordo com pesquisa feita pelo Datafolha entre 13 e 15 de setembro.

O percentual de pessoas a favor do impeachment de Bolsonaro oscilou dois pontos para cima desde o último levantamento, em julho deste ano. Agora, se declararam contra a abertura do processo 41% dos entrevistados e 3% disseram não saber (eram 42% e 4% na pesquisa anterior).

O tema do impeachment de Bolsonaro voltou a ser discutido com mais força entre os partidos depois dos atos bolsonaristas de 7 de setembro, em que o presidente fez discursos de ataque às istituições e seus apoiadores pediram o fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal, pautas inconstitucionais e antidemocráticas.

Entre os segmentos da população mais favoráveis à queda de Bolsonaro estão homosssexuais e bisexuais (83%), estudantes (68%) e habitantes do Nordeste (67%).

Levantamento: 76% acham que Bolsonaro deve sofrer impeachment se desobedecer a Justiça, diz Datafolha

Na outra ponta, ainda se mostram mais contrários ao processo de impeachment empresários (69%), os que têm renda mensal maior que dez salários mínimos (55%), e evangélicos (53%).

O levantamento do Datafolha ouviu presencialmente 3.667 pessoas maiores de 16 anos em 190 municípios.

A parcela da sociedade a favor do impeachment tem aumentado sistematicamente desde janeiro, segundo o Datafolha. À época, 42% eram favoráveis à abertura do processo de impadimento do presidente, ante 53% favoráveis. Em maio, 49% se diziam a favor e 46% contrários à abertura do impeachment pelo Congresso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos