Datafolha: 56% reprovam gestão Bolsonaro na pandemia e 46% consideram o presidente o culpado pela crise

·2 minuto de leitura

Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira aponra que 56% dos entrevistados avaliam como ruim ou péssimo o desempenho do presidente Jair Bolsonaro na gestão do combate à pandemia do coronavírus. Na pesquisa anterior, o índice era de 51%. Segundo o levantamento, 22% dos entrevistados consideram a gestão deo presidente boa ou ótima, 21%, regular; e 56%, péssima. Não soube responder 1%.

A pesquisa também quis saber quem os brasileiros consideram o principal culpado pela situação atual da crise sanitária. Bolsonaro é apontado como o responsável por 46% dos entrevistados. Na pesquisa anterior, eram 39%. Os prefeitos foram apontados por 10%, e governadores, 18%. Acham que todos têm culpa 7%, 9% acreditam que nenhum deles e 6% não souberam responder.

Sobre a atuação do Ministério da Saúde na pandemia, 31% consideram ruim ou péssimo; 34%, regular e 34%, bou ou ótimo. Não soube responder 1%.

O desempenho do governo na compra de vacinas foi aprovada por 37%, e reprovada por 31%.

A pesquisa ouviu 2.074 pessoas nos dias 7 e 8 de julho em 146 cidades do país. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos. E o nível de confiança é de 95%.

Em meio ao avanço da CPI da Covid, a rejeição ao presidente Jair Bolsonaro atingiu o índice mais alto desde o início do mandato, segundo pesquisa Datafolha. De acordo com o levantamento, 51% dos eleitores classificaram o governo como ruim ou péssimo, o pior resultado registrado pelo chefe do Executivo em 13 levantamentos feitos pelo instituto desde 2019.

A reprovação era de 45% no questionário anterior, aplicado em 11 de maio. Em 8 de dezembro, quando começou a curva ascendente, o número bateu 32%. A taxa de ótimo ou bom manteve-se estável em 24%, desde maio. Já o percentual de quem acha o governo Bolsonaro regular caiu de 30%, na pesquisa anterior, para 24% agora.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos