Datafolha: Covas cresce para 32%; Boulos, Russomanno e França seguem em empate técnico em São Paulo

O Globo
·1 minuto de leitura
Arquivo O GLOBO
Arquivo O GLOBO

SÃO PAULO — Pesquisa Datafolha de intenção de votos para prefeito de São Paulo divulgada na noite desta quarta-feira confirmou a liderança de Bruno Covas (PSDB), que cresceu de 28% para 32%. Outros três candidatos estão em empate técnico: Guilherme Boulos (PSOL) oscilou positivamente de 14% para 16%, enquanto Celso Russomanno (Republicanos) tem agora 14% (ele tinha 16%) e Márcio França (PSB) variou de 13% para 12%.

A divulgação da pesquisa havia sido vetada pela Justiça Eleitoral, que havia atendido a um pedido da campanha de Russomanno. Na noite desta quarta-feira houve a liberação da divulgação. A coligação de Russomanno havia questionado os critérios de amostragem dos entrevistados e a ausência de uma simulação de segundo turno sem a presença do candidato Bruno Covas (PSDB), que aparece à frente nas pesquisas de intenção de voto.

A divulgação da pesquisa foi autorizada com o seguinte esclarecimento exigido pela Justiça: “A presente pesquisa se encontra impugnada na Justiça Eleitoral em virtude da alegada ausência, em seus resultados, da consideração do nível econômico dos entrevistados, bem como pela divisão do grau de instrução destes, no plano amostral, ter sido em duas categorias (nível fundamental e médio: queda de 67%; nível superior: queda de 33%).”

Alessandro Janoni, diretor de pesquisas do Datafolha, afirmou que o instituto utiliza como referência nas eleições de 2020 as mesmas variáveis de planejamento amostral e ponderação dos dados que há mais de 35 anos dita o monitoramento dos pleitos da cidade de São Paulo, com o objetivo de representar todos os estratos do eleitorado paulistano.