Datafolha 2022: Freixo, com 23%, e Castro, com 22%, lideram disputa pelo RJ

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Datafolha RJ: Disputa pela cadeira do Palácio Guanabara tem empate técnico; ex de Wilson Witzel, Castro tenta reeleição. Foto: Reprodução
Datafolha RJ: Disputa pela cadeira do Palácio Guanabara tem empate técnico; ex de Wilson Witzel, Castro tenta reeleição. Foto: Reprodução

A nova pesquisa Datafolha para o governo do Rio de Janeiro, divulgada na noite desta sexta-feira (01), pelo jornal Folha de S. Paulo, mostra que os pré-candidatos Marcelo Freixo (PSB) e Cláudio Castro (PL) estão tecnicamente empatados, liderando a disputa com 23% e 22% das intenções de voto, respectivamente.

Castro aparece em segundo lugar na corrida, com 22%. Em seguida, aparecem Rodrigo Neves (PDT), com 7%; Eduardo Serra (PCB) com 6%; e Cyro Garcia (PSTU) com 5% das intenções.

Já num segundo cenário, com o ex-governador do Rio, Anthony Garotinho (União Brasil), Freixo aparece com 22%, enquanto Castro tem 21% das intenções. Assim, Garotinho fica em terceiro na disputa, com 7% dos votos.

Na última pesquisa Datafolha, realizada em abril deste ano, o cenário era parecido: Castro e Freixo estavam tecnicamente empatados, com 18% das intenções de voto. Freixo tinha índice mais alto de intenções de voto sem um candidato do PT, que seria André Ceciliano, e também sem o candidato do PSTU, Cyro Garcia.

A pesquisa ouviu 1.218 pessoas entre 29 de junho e 1º de julho. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número RJ-00260/2022 e BR-03991/2022.

Ex de Wilson Witzel, Castro tenta reeleição

Desde a prisão do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, em meados de 2016, o Palácio Guanabara viveu consecutivos momentos de tensão, e agora, ao final do ano, conhecerá a nova personalidade que vai assumir a cadeira.

Vale lembrar que o pleito pode eleger um novo nome, ou até mesmo manter Claudio Castro na pasta, que caminha para a candidatura pelo PL.

As eleições estão previstas para 2 de outubro deste ano, e caso seja necessário um segundo turno, ele acontecerá no dia 30 do mesmo mês.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos