Datafolha: Para evitar briga familiar, eleitores evitam opiniões políticas nas redes

Datafolha: Eleitores brasileiros mudaram hábitos sobre política nas redes para evitar brigas com familiares (Foto: Getty Images)
Datafolha: Eleitores brasileiros mudaram hábitos sobre política nas redes para evitar brigas com familiares (Foto: Getty Images)

Mais da metade dos eleitores brasileiros tem evitado compartilhar opiniões políticas nas redes sociais. Segundo pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (30), encomendada pela TV Globo e pela Folha de S. Paulo, 53% dos eleitores que têm redes sociais mudaram o comportamento online nos últimos meses por causa de divergências políticas.

Entre eleitores de Lula (PT), o índice chega a 57%, enquanto entre os que votam em Jair Bolsonaro, 46% dizer ter mudado a forma como se comportam.

  • De acordo com a pesquisa, três motivos fizeram com que os eleitores mudassem a forma de se comportar nas redes sociais – e, em comum, a ideia é sempre evitar brigas com pessoas da família:

  • Deixou de comentar ou compartilhar alguma coisa sobre política em grupo de Whatsapp para evitar discussões com amigos ou familiares;

  • Deixou de publicar ou compartilhar alguma coisa sobre política nas suas redes sociais para evitar discussões com amigos ou familiares;

Saiu de algum grupo de Whatsapp para evitar discussões políticas com amigos ou familiares.

O levantamento mostra que 44% deixaram de falar sobre política no Whatsapp, enquanto 15% saíram de grupos para não brigar com amigos e familiares. Além disso, 42% dos eleitores disseram que deixaram de fazer publicações sobre política para evitar conflitos.

A pesquisa ouviu 6.800 pessoas, entre 27 e 29 de setembro, em 332 municípios. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, dentro do nível de confiança de 95%. A pesquisa está registrada no TSE com o nº BR-09479/2022.

Veja as últimas pesquisas eleitorais para presidente: