Datafolha: sensação de que corrupção vai aumentar sobe cinco pontos em dois meses e alcança 61% dos brasileiros

·1 minuto de leitura

RIO - Nova pesquisa do DataFolha aponta que subiu para 61% o número de brasileiros que acreditam que a corrupção tende a aumentar no país. Em pesquisa realizada em julho, o índice era de 56%. Além disso, nos últimos dois meses caiu de 13% para 11% o percentual de pessoas que confiam na diminuição da corrupção. Para 24%, a situação continuará como está, e 3% não souberam responder. O levantamento foi divulgado nesta quarta-feira pela Folha de S. Paulo.

Os dados foram coletados entre 13 e 15 de setembro e contou com a participação presencial de 3.667 entrevistados, em 190 municípios de todo o Brasil. A pesquisa tem margem de erro de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, com nível de confiança de 95%.

Outros dados da pesquisa mostram que entre a população que reprova o governo federal, 77% acredita que a corrupção irá aumentar daqui para frente. Já entre os bolsonaristas e empresários, cerca 31% e 26%, respectivamente, apostam na redução do corrompimento político.

De acordo com o Datafolha, o pessimismo em relação à corrupção é maior entre mulheres, jovens de 16 a 24 anos e pessoas com escolaridade de nível fundamental. Entre os opositores, aproximadamente 78% dos entrevistados acreditam que crescerá a chance de implementação de um Estado antidemocrático no país.

Entre pessoas que declararam votar em Lula nas próximas eleições presidenciais, 70% temem piora na corrupção. Já entre os eleitores do Bolsonaro, a resposta fica entre 38% e 40%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos