Datena pode disputar governo de SP pelo PSD caso Alckmin seja vice de Lula

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 22.06.2017: O apresentador e jornalista José Luiz Datena  (Foto: Marcus Leoni/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 22.06.2017: O apresentador e jornalista José Luiz Datena (Foto: Marcus Leoni/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O apresentador Luiz Datena, da TV Bandeirantes, pode se lançar candidato ao governo de São Paulo pelo PSD caso Geraldo Alckmin decida mesmo ser candidato a vice de Lula na campanha presidencial em 2022.

Datena já anunciou que vai se filiar ao partido presidido por Gilberto Kassab.

A ideia inicial, no entanto, era a de lançá-lo candidato ao Senado em uma chapa que teria Alckmin candidato ao governo, pelo PSD, e o ex-governador Márcio França a vice, pelo PSB.

A revelação, feita pela coluna, de que Alckmin e Lula abriram um diálogo em torno de uma chapa à Presidência da República mudou o cenário.

A ausência de Alckmin na cédula para o governo do estado abriria um caminho para que Datena se lançasse à sucessão do governador João Doria em SP.

O apresentador ainda não assinou a ficha de filiação e aguarda a definição das prévias do PSDB, que escolherá o candidato tucano à sucessão presidencial.

Isso porque Alckmin já afirmou a lideranças de diversos partidos que só definirá seu rumo político depois da eleição interna da legenda à qual está filiado desde 1988.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos