David Braz atuar pelo Grêmio o impede de defender o Fluminense na Libertadores? Checamos

Marcello Neves
·1 minuto de leitura

Substituição no Grêmio: sai Lucas Silva, entra David Braz. Isso aconteceu na última sexta-feira, na derrota dos gaúchos por 2 a 1 diante do Independiente del Valle, do Equador, pela pré-Libertadores. Ao mesmo tempo em que a troca aconteceu, surgiu uma dúvida nos torcedores do Fluminense: o fato de ter entrado em campo por rival o impediria de atuar na competição pelo Tricolor?

O EXTRA foi tirar essa dúvida e checou que não, não existe problema e ele ainda poderá atuar pelo Fluminense na Libertadores caso a contratação seja confirmada. Isso porque o regulamento da Conmebol permite que jogadores que atuaram na pré-Libertadores possam defender outros clube na fase de grupos.

Como o Grêmio está na pré-Libertadores, mais especificamente na terceira fase classificatória, isso não será problema.

O acerto entre David Braz e Fluminense está bem encaminhado. O zagueiro chegou a um acordo com o clube e só não foi anunciado porque ainda negocia a rescisão com o Grêmio.

Aos 33 anos, David Braz soma 67 partidas com a camisa do clube gaúcho, onde chegou em 2019. Ele marcou sete gols nesse período. Antes disso, teve passagens por Sivasspor (TUR), Santos, Vitória, Flamengo, Parathinaikos (GRE) e Palmeiras, onde se formou.