David, Filipe, Ayrton, Rodinei: quem fica e quem sai do Flamengo após a conquista da Libertadores

Com uma reformulação em curso ao longo da temporada, o Flamengo usará o fim do ano, após a conquista da Libertadores, para garantir as peças mais importantes da equipe já no Mundial de Clubes. A diretoria começará a tratar do tema amanhã e tem como prioridade resolver as situações de David Luiz e Filipe Luís, cujos contratos se encerram em dezembro, e são os veteranos que ainda seguem nos planos.

Por outro lado, a “barca” rubro-negra que já saiu cheia no meio do ano terá o complemento de nomes históricos, como Diego Ribas e Diego Alves, que estão no clube desde 2016 e 2017, respectivamente. Outro jogador dessa época que vai respirar novos ares é o lateral Rodinei. Os três também têm vínculo até dezembro.

No caso das permanências, tanto David como Filipe pretendem ficar mais uma temporada no clube. Os jogadores ainda têm entrada em clubes na Europa, mas a pretensão de ambos só é voltar para o Velho Continente após a aposentadoria, em funções técnicas para as quais já se preparam. O Flamengo entende que a dupla segue importante e útil dentro e fora de campo, sobretudo com o trabalho de controle de carga que prima pela utilização dos seus reservas em várias partidas.

Falando nisso, um dos pontos que mais precisarão ser debatidos é se o Flamengo vai abrir o cofre para pagar mais de R$ 50 milhões para comprar em definitivo o lateral Ayrton Lucas, que veio no meio do ano, emprestado pelo Dinamo da Rússia, O jogador teve bom papel quando acionado e é preparado para suceder Filipe Luís no médio prazo. Na final da Libertadores, acabou tendo papel decisivo. Sofreu a falta que originou a expulsão de Paulo Henrique, e abriu caminho para a vitória rubro-negra.

Novas chegadas

Depois de renovar com os jogadores pendentes, o Flamengo também pretende ir ao mercado para se reforçar ainda de olho no Mundial. Um dos alvos neste meio de ano que acabou não sendo contratado é o meia Oscar, que segue nos planos. Se as renovações aguardavam o fim de temporada com a Libertadores, as contratações seguiram nos planos. A diretoria percebeu que é muito mais importante trazer jogadores antes de perder outros. Nesse sentido, já tem nomes como o lateral Varela e o volante Pulgar como substitutos de Rodinei e Arão, este já negociado.

A partir do ano que vem, outros jogadores entram em fim de contrato e terão as situações avaliadas. A principal preocupação é com a condição do zagueiro Rodrigo Caio conseguir voltar a jogar em alto nível. Substituído à altura por David Luiz, o jogador tem vínculo até dezembro de 2023 e sofre com problemas no joelho. A demorada recuperação de Bruno Henrique, que só volta no segundo semestre também em função de lesão grave no joelho, deve levar o Flamengo ao mercado para trazer um ponta além de Cebolinha, a contratação mais cara do ano.