Dayane Mello é acusada de racismo ao dizer que brancura de pele é elegância

Dayane Mello causou polêmica em 'A Fazenda' ao ser acusada de racismo após uma fala sobre seu tom de pele. A modelo afirmou para o colega Tiago Piquilo que não podia tomar muito sol para não prejudicar sua imagem diante das marcas, e precisou explicar o que queria dizer quando o peão disse que não entendeu a lógica da frase.

“Tu sabe que eu não posso ficar muito morena no meu trabalho né? Tem que ser branquinha. As campanhas não querem muito morena, elas querem uma beleza mais elegante", afirmou ela, sussurrando em seguida o termo "morena" enquanto fazia uma careta.

Leia também:

Nas redes sociais, o público condenou a fala de Dayane e apontou o racismo contido na observação da modelo.

— Olívia Santana (@oliviasantana65) September 21, 2021Além do preconceito incorporado individualmente pela modelo Dayane Mello, ela acaba revelando o racismo das agências de publicidade, que faz seletividade pela cor da pele das pessoas, o que expõe o racismo institucional muito marcante nas agências de publicidade. pic.twitter.com/hmXKXRRIpI

— Amanda Freitas (@eumandyofc) September 21, 2021Oh Dayane com licença viu querida que a minha beleza é MUITO MAIS ELEGANTE que a sua!!! E vou te falar mais, não adianta ser bonita se é assim PODRE por dentro.

E não sou morena, sou NEGRA.

DIGA NÃO AO RACISMO#dayane#AFazenda13

— autoestima de estabilidade duvidosa (@selevate) September 21, 2021dayane mello falando q nao pode pegar mt sol pq as marcas querem uma cor mais elegante e q “tem q ser branquinha”

qnd ela foi machista passaram pano agora pro racismo vao passar tb? rs

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos