De olho em 2022, Moro diz que existem "pessoas boas" no Centrão

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
O ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
O ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
  • Moro disse que existem "boas pessoas" no Centrão

  • Segundo ele, não é possível fazer uma "generalização" sobre os partidos

  • O ex-ministro afirmou que ter sido juiz da operação Lava Jato deu "couro grosso" a ele

O ex-juiz e ex-ministro do governo Bolsonaro, Sergio Moro, disse que existem "boas pessoas" no Centrão e que não é possível fazer uma "generalização" sobre os partidos. As declarações foram dadas em entrevista à Bloomberg.

"Existe uma linha de princípio que há ética na política. Existem partidos e pessoas no centrão que são pessoas boas. Não pode fazer essa generalização. Dentro de cada partido tem bons indivíduos que podem somar com projeto e diálogo republicano", avaliou,

Moro falou ainda sobre a terceira via. "Se o cidadão vai ao supermercado e só tem dois produtos na prateleira, os dois produtos podem ser ruins, mas ele vai ter que escolher um deles. Precisamos apresentar outros produtos (candidatos), projetos que tenham credibilidade", destacou.

Ainda na entrevista, o ex-ministro afirmou que ter sido juiz da operação Lava Jato deu "couro grosso" a ele.

"O foco agora é a construção de um programa de governo, não tem como construir a chapa sem antes ter o projeto. (...) Eu não sou um novato. Tenho uma carreira que me precede em casos muito difíceis. Fui juiz da (Operação) Lava Jato, a maior operação de investigação contra a corrupção da história do Brasil. (...) Se isso não me dá credibilidade e couro grosso, não imagino o que me daria", concluiu.

Moro disse estar preparado para liderar "um projeto de governo"

O presidente Jair Bolsonaro (Foto: AFP / KARIM JAAFAR)
O presidente Jair Bolsonaro (Foto: AFP / KARIM JAAFAR)

Sergio Moro se filiou ao Podemos no último dia 10 de novembro, mas evitou cravar sua candidatura à Presidência da República. Mas em entrevista ao programa "Conversa com Bial", da TV Globo, o ex-juiz disse se sentir pronto para liderar “um projeto de governo”.

“Eu estou preparado para assumir a liderança de um projeto de governo e certamente não estou sozinho. Me sinto pronto para liderar, nós estamos construindo um projeto consistente. Se o povo brasileiro tiver essa confiança, seguiremos adiante”, declarou.

“Eu tinha expectativa de o presidente ser mais estadista. Fiz o máximo que eu pude, até o momento em que me foi retirada a possibilidade de continuar no governo e foi aberto aquele inquérito. O que foi gravado naquela reunião ministerial, aquilo é bastante revelador, todo mundo que assistiu aquilo viu o que estava acontecendo”, disse Moro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos