Debate na Globo: Veja como foi o terceiro bloco

Lula e Bolsonaro participaram do debate da Globo nesta sexta-feira (28) (Foto: MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images)
Lula e Bolsonaro participaram do debate da Globo nesta sexta-feira (28) (Foto: MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images)

Na noite desta sexta-feira (28), aconteceu o último debate presidencial na TV Globo. No terceiro bloco, assim como no primeiro, os candidatos tiveram 15 minutos para administrar cada, com temas livres.

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) começou a questionou Jair Bolsonaro (PL) sobre saúde, com foco na pandemia de covid-19 e sobre a redução do orçamento para a Farmácia Popular. O presidente não negou que os valores para o programa tenham diminuído, mas se isentou da responsabilidade. Além disso, Bolsonaro declarou que comprou 500 milhões de doses de vacina contra a covid.

Lula lembrou do deboche de Bolsonaro com pessoas com falta de ar e criticou a demora para levar oxigênio para Manaus.

Um assunto levantado por Jair Bolsonaro foi a construção de estádios para a Copa do Mundo de 2014. "Foi uma roubalheira sem igual", declarou. Sem citar as mortes de quase 700 mil brasileiros durante a pandemia, Bolsonaro declarou que o Brasil está "muito melhor".

O petista listou melhorias na saúde durante o governo lulista e, então, Bolsonaro sacou um suposto documento de Geraldo Alckmin, com propostas que, segundo o presidente, piorariam a vida do Brasil.

Lula falou sobre a compra excessiva do medicamento Viagra pelo governo federal. Já Bolsonaro fez críticas ao programa "Mais Médicos", que colocava médicos cubanos para atender brasileiros, em especial nos rincões do país.

O petista insistiu na dificuldade de Bolsonaro de citar feitos na saúde. Com um papel na mão, o presidente leu acréscimos feitos por ele nesta área.

Lula agradeceu aos funcionários do SUS, o Sistema Único de Saúde, "porque, sem eles, teria morrido muito mais gente", disse.

Bolsonaro levou o tema para a questão do armamento e criticou Lula por ter ido ao Complexo do Alemão. Ele insinuou que o petista se encontrou com o "chefe do narcotráfico". O candidato do PT celebrou a ida ao Alemão e também a campanha de desarmamento. "No meu governo, a gente vai distribuir livros, distribuir cultura, vamos distribuir aquilo que educa, não aquilo que mata", disse.

O presidente voltou a puxar o tema da transferência de Marcola, mesmo sendo falso que Bolsonaro tenha pedido a transferência dele. Lula sugeriu que ele perguntasse a Geraldo Alckmin e, em seguida, falou sobre Roberto Jefferson, preso após atirar contra policiais federais.

Bolsonaro ficou na defensiva, na tentativa de se afastar de Roberto Jefferson, mesmo que ambos tenham sido aliados até o episódio. O presidente tentou imputar a Lula a amizade com o ex-deputado federal.

Lula, então, levantou o tema da violência contra a mulher. O petista questionou o motivo de Bolsonaro ter acabado com a verba de programas que combatem este problema. O presidente insistiu que houve uma redução nas mortes das mulheres. "Tá faltando recurso para alguém? Não tá", argumentou Bolsonaro.

Bolsonaro falou sobre Geddel Vieira Lima e lembrou das malas de dinheiro do político. "Vai ser seu ministro?", questionou. Lula disse que esses esclarecimentos sobre o político deveriam ser dados pela política e prometeu que, no próximo bloco, falará sobre emprego e infraestrutura.

No fim do bloco, o presidente se dirigiu ao Nordeste e criticou os votos em Lula.

Ambos candidatos pediram dois direitos de resposta, todos negados.

Quem está participando do debate da Globo?

Participam do debate da Globo nesta quinta os seguintes candidatos à Presidência:

  • Lula (PT)

  • Jair Bolsonaro (PL)

Veja as regras do debate da Globo:

O posicionamento dos candidatos foi definido por sorteio: o presidente Jair Bolsonaro (PL) será o primeiro a perguntar no bloco de abertura, seguido por Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Os candidatos se enfrentam em 4 blocos - 2 com temas livres e outros 2 com temas determinados. Veja as regras a seguir:

  • Primeiro bloco: O debate começa com temas livres, sendo 30 minutos (15 minutos para perguntas, respostas, réplicas e tréplicas de cada um deles);

  • Segundo bloco: As perguntas serão com temas definidos pela equipe da Globo, e o bloco terá duração de 20 minutos. O candidato terá direito a escolher um tema e o outro tem 5 minutos de fala para cada uma das 2 rodadas;

  • Terceiro bloco: semelhantes ao primeiro bloco, o debate segue com temas livres, sendo 30 minutos (15 minutos para perguntas, respostas, réplicas e tréplicas de cada um deles);

  • Quarto bloco: mais duas rodadas de 10 minutos com temas definidos; o candidato terá direito a escolher um tema e o outro tem 5 minutos para responder. Em seguida, cada candidato terá direito a 1 minuto e 30 segundos para considerações finais.

Os candidatos terão 30 segundos para fazer as perguntas e um minuto para a réplica, enquanto o candidato que responde terá três minutos, que poderá dividir como quiser, entre a resposta e a tréplica.