Deborah Secco lembra paixão por parceiros de cena e relacionamentos com homens casados: 'Hoje entendo o quanto era errado'

Deborah Secco ficou numa saia justa durante sua participação no podcast dos influenciadores Lucas Guedez e Rafael Uccman, o PocCast. Lucas, ao relembrar a época em que a atriz era solteira e seus relacionamentos passados, questionou se ela sofria muitas críticas por se envolver com homens casados:

"Você tinha essa fama de pegar vários naquela época. Você sofria muito hate por se envolver com homens casados? Porque você curtia, né? Era um fetiche seu, você curtia? Ou não sabia que era casado?", perguntou o influenciador.

A atriz, visivelmente sem graça, se embolou um pouco nas palavras enquanto molhava a garganta e reagiu: "Não curtia não! Enfim... A gente... Eu sabia que a pessoa tinha um relacionamento, perguntava, a pessoa sempre dizia que não estava bem, ia terminar. Mas não era uma coisa que eu curtia não. Aliás, sempre sofri".

Deborah continuou sua resposta e expôs a diferença de pensamentos que tinha antes e os que tem hoje, mais madura.

"Hoje eu jamais sairia com qualquer pessoa comprometida. Hoje eu entendi a importância da gente olhar para outra mulher. Mas quando eu era mais jovem, era uma cultura feminina essa disputa entre mulheres, aprendi na vida isso. Demorei para ressignificar e entender o quanto nós, mulheres, temos que estar juntas", expôs.

A artista, então, explicou como se davam os envolvimentos:

"Acontecia de cruzar o meu caminho com pessoas que eram comprometidas. Elas vinham até mim, nunca eu até elas. E eu ficava meio que sem entender. Nunca cheguei para acabar com um relacionamento. Sempre chegou para mim que o relacionamento já estava cabado e só faltava uma finalização, alguma coisa assim. E e eu iludida".

E concluiu:

"Hoje entendo muito o quanto isso era errado, me fazia mal, fazia mal também para quem estava envolvido do outro lado. Não fazia bem para ninguém".

Paixão por parceiros de cena

O assunto da vida amorosa de Deborah veio à tona quando Rafael perguntou para a atriz se ela já tinha se apaixonado por seus pares românticos em seus trabalhos.

"No início da minha carreira eu me envolvi muito. Não é porque era par romântico, mas a gente fica muito tempo fora de casa, com a pessoa e são pessoas interessantíssimas, artistas são pessoas que muito me interessam", começou Deborah, continuando: "Me apaixonei muito por todos, quase. Os que eu não realizei, fui apaixonada mesmo asism".

"Hoje sou casada, muito bem casada, não posso nem pensar em viver sem meu marido. Mas continua me apaixonando, porque se apaixonar é bom. Eu falo "meu Deus, que pessoa apaixonante". Não quero realizar, fico no âmbito platônico".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos