'Decisão sensata. Vou ter mais tempo', diz Sheilla, do vôlei, sobre adiamento de Tóquio-2020

Carol Knoploch

O anúncio feito pelo COI e pelas autoridades japonesas de que os Jogos Olímpicos de Tóquio estão adiados foi bem recebido pela comunidade dos atletas. Sheilla Castro, bicampeã olímpica pela seleção brasileira feminina de vôlei, apontou a sensatez na medida.

- Com certeza foi a melhor decisão, uma decisão sensata porque a Olimpíada que é um evento que todos os atletas querem participar e muitos deixariam de ir, estaria incompleta e a gente tem de contar o vírus e parara a pandemia. Para mim, vejo de forma positiva também vou ter mais tempo de me preparar, para me cuidar e agora é seguir o caminho - afirmou a oposto ao JOGO EXTRA.

Antes do começo da edição 2019-2020 da Superliga, Sheilla ficou três temporadas fora das quadras e nesse período teve duas filhas gêmeas, Liz e Ninna.

No comunicado dado pelos dirigentes olímpicos nesta terça-feira, o COI não cravou a data exata da realização dos Jogos Olímpicos, mas estabeleceram que será até o verão de 2021 (meados do ano que vem).