Defensor de Lula, Eduardo Paes apoia candidato petista ao Senado

Na teoria, Paes deveria apoiar Ciro Gomes, do PDT, em vez de Lula (REUTERS/Henry Romero)
Na teoria, Paes deveria apoiar Ciro Gomes, do PDT, em vez de Lula

(REUTERS/Henry Romero)

  • Eduardo Paes (PSD) grava vídeo em apoio à candidatura de André Ceciliano (PT) ao Senado;

  • Prefeito do Rio também apoia Lula, apesar do PSD não ser aliado do PT;

  • Paes aproveitou para criticar ex-jogador Romário (PL), que disputa a reeleição no Senado.

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), gravou nesta segunda-feira (19) uma mensagem de apoio a André Ceciliano, que concorre a uma vaga no Senado pelo PT. Apesar do PSD não ser aliado do PT no estado, Paes também defende o candidato à Presidência, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Na teoria, o presidenciável que contaria com o apoio do prefeito é Ciro Gomes, do PDT, por conta das alianças entre ambos os partidos no Rio. Tanto que, em julho, Paes decidiu apoiar a pré-candidatura de Rodrigo Neves (PDT) ao governo do estado. Contudo, não há sinais de que Ciro ganhará um palanque do prefeito.

No próximo domingo (25), Paes e Lula farão um comício em Madureira, na zona norte do Rio. Embora o PT seja aliado do PSB, que lançou Marcelo Freixo como candidato ao governo, o pessebista não estará presente, já que Paes tem algumas restrições públicas com relação a ele. Rodrigo Neves também não foi convidado.

No vídeo em que demonstra apoio ao petista Ceciliano, o prefeito aproveitou para alfinetar, ainda que de forma velada, o ex-jogador Romário (PL), que concorre à reeleição ao Senado e lidera a disputa com o apoio do presidente Jair Bolsonaro, do mesmo partido.

“O Rio de Janeiro não pode mais errar e eleger gente quem não trabalha. A coisa certa é eleger um André para o Senado. Ele tem experiência e competência defendendo o nosso Estado trabalhando ao lado do presidente Lula”, disse Paes. As informações são da Veja.

Veja as últimas pesquisas eleitorais para presidente: