Defensoria Pública sugere gabinete de crise para acelerar buscas de desaparecidos na Amazônia

A Defensoria Pública da União sugeriu a criação de um gabinete de crise, em Atalaia do Norte, reunindo Exército, Marinha, Polícia Federal, Polícia Militar de Tabatinga, Batalhão Ambiental da Polícia Militar, Polícia Civil de Tabatinga, Corpo de Bombeiros, FUNAI, Defesa Civil, e a União das Organizações Indígenas do Vale do Javari (Univaja), para alinhamento de estratégias e troca de informação sobre as buscas de Bruno Pereira e Dom Phillips. Em ofício à Polícia Federal enviado nesta sexta, a DPU pede que o gabinete se reúna, no mínimo, uma vez por dia.

Dom Phillips: Irmã de jornalista inglês desaparecido no AM participa de protesto em frente à Embaixada brasileira em Londres

Desaparecimento: Procurador de Atalaia do Norte, onde está preso suspeito de sumiço de indigenista e jornalista, é um dos advogados de acusado

O indigenista Bruno Pereira e o jornalista inglês Dom Phillips estão desaparecidos na Amazônia desde o último domingo (5), e as forças de segurança seguem atrás de pistas sobre o caso. Nesta quinta, um suspeito teve a prisão preventiva decretada, após uma testemunha relatar que ele teria afirmado que iria "acertar as contas" com o funcionário da Funai, que havia feito um dossiê sobre prática de pesca irregular no Vale do Javari.

Entenda: Após ser exonerado de cargo no governo Bolsonaro, indigenista desaparecido pediu licença da Funai e atuava com ONG

No ofício, a DPU aponta como fundamental a presença de “no mínimo, um indígena da Equipe de Vigilância da Univaja (EVU)”, em cada embarcação envolvida nas buscas, já que “os povos indígenas do Vale do Javari possuem um maior conhecimento empírico de toda a região, assim, é muito importante que acompanhem as buscas com as autoridades”. O objetivo do órgão é dar mais efetividade aos trabalhos de busca.

Bruno Araújo era alvo constante de ameaças pelo trabalho que vinha fazendo juntos aos indígenas contra invasores na região, pescadores, garimpeiros e madeireiros. O Vale do Javari é a região com a maior concentração de povos isolados do mundo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos