Defesa diz que ex-ministro da Educação deve dormir na PF de SP e ter audiência de custódia por vídeo

O advogado Daniel Bialski informou na noite desta quarta-feira que o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro deve passar a noite na Superintendência da Polícia Federal de São Paulo. Segundo Bialski, a PF alegou que não tem recursos logísticos para fazer a transferência de Ribeiro a Brasília ainda hoje. Procurada, a PF ainda não se manifestou sobre o assunto.

Repercussão: Frase de Bolsonaro sobre ‘cara no fogo’ por Milton Ribeiro gera memes nas redes sociais

Outros envolvidos: Quem são os pastores lobistas alvos de operação da PF

Com isso, a audiência de custódia do ex-ministro deve ser feita por vídeo nesta quinta-feira, a despeito da decisão da Justiça do Distrito Federal que havia negado o pedido da defesa para a permanência do ex-ministro na capital paulista.

Ribeiro foi alvo de busca e mandado de prisão nesta manhã por suspeitas de envolvimento em corrupção e tráfico de influência durante sua gestão à frente do Ministério da Educação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos