De degustações a workshops: supermercados capricham na programação gastronômica

Passado o pior período da pandemia, os supermercados voltaram a investir em programação especial para mostrar aos clientes que podem oferecer bem mais do que apenas bons produtos para abastecer a despensa. Grandes redes, como Zona Sul e Mundial, são exemplos desta tendência.

Na Barra, o Zona Sul Santa Mônica, na Avenida das Américas 8.888, tem, desde a inauguração, foco na vivência gastronômica, com minirrestaurantes e aulas de culinária dentro da unidade.

— A loja foi concebida sob três pilares: gastronomia, experiência e aprendizado. No primeiro andar, temos estações de sushi e grelhados (peixes e carnes), pizzaria e um bufê com café da manhã e almoço. Ano passado, começamos a ocupar o segundo piso, onde foram instaladas uma cafeteria, uma estação de chás importados e 60 mesas para o cliente se sentar e se alimentar com calma, curtindo a vista da Avenida das Américas. Fizemos ainda uma parceria com a Kopenhagen, que abriu um quiosque no local com itens sazonais e este mês vai ampliar seu mix de produtos — conta o gerente Jayme Castro.

Com gôndolas organizadas de forma circular, a filial conta ainda com uma ilha que produz queijos ao vivo sob o olhar de quem quisar observar. Existe ainda uma cozinha destinada aos cursos, ministrados por chefs renomados e com degustação ao final. A próxima oficina será na sexta-feira, dia 13, com o chef Fábio Montysuma. Ele vai ensinar a preparar tartare de atum com wasabi e torta de cheesecake de frutas vermelhas feita no pote. Haverá aulas também nos dias 26, quando será preparado um peixe amazonense com camarão, e 27, sobre drinques especiais. As inscrições (R$ 30) são feitas pelo Sympla.

— Todo esse movimento é para que nos diferenciemos dos concorrentes. A ideia é cada vez mais desenvolver ações para fugir do modelo tradicional, de entrar, escolher o produto, pagar e ir embora. E o retorno é muito bom. A cada ano, o volume de clientes visitando a loja aumenta — explica Castro. — Temos ainda uma espécie de parquinho para as crianças, com brinquedos, joguinhos e uma televisão interativa. Tudo isso é muito elogiado.

Nas unidades do Mundial na Embaixador Abelardo Bueno 2.660 e na Erico Verissimo 918, o público também tem experiências gastronômicas, principalmente por meio das aulas gratuitas de culinária oferecidas num grande espaço que une cozinha e auditório.

— Geralmente, os workshops são dados por indústrias parceiras, e são uma oportunidade para elas apresentarem seus produtos aos clientes, atrelando preparação de receitas e degustação. Fazemos também degustações de vinhos, trazendo enólogos das vinícolas que trabalham conosco, que falam do processo de cultivo da uva, por exemplo — detalha Vanessa Leite, analista de marketing da rede.

A loja conta ainda com oficinas de receitas temáticas, como a de pratos para o Natal, além de aulas sobre temas como massas especiais, harmonizações com cervejas artesanais e peixes frescos e congelados. A programação poderá ser acompanhada pela página supermercadosmundial.com.br/workshop.

— Com a pandemia, o processo de compra se tornou mais automatizado, com muitos concorrentes priorizando a praticidade. Mas acreditamos muito nessa interação com o cliente. É uma maneira de agradar ao público. Queremos que as pessoas tenham um processo de compra prazeroso — diz Vanessa.