Delegacia de Homicídios procura policial suspeita de matar jovem com um tiro na cabeça

·1 min de leitura

A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) procura a policial civil suspeita de matar a jovem Isadora Calheiros Gomes Pedrosa, de 25 anos, em Queimados, na Baixada Fluminense. A agente de 38 anos, que trabalha na 55ª DP (Queimados), não foi localizada desde o crime. O advogado da policial entregou a arma dela na delegacia.

Isadora foi morta com um tiro na cabeça na manhã da última sexta-feira De acordo com informações da Polícia Militar, uma equipe do 24ºBPM (Queimados) foi acionada para verificar a entrada de uma vítima de disparo de arma de fogo na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Queimados. No local, os policiais foram informados que uma mulher ferida já chegou morta à unidade de saúde. Ela deixa uma filha.

Em seu perfil em uma rede social, Isadora fazia postagens sobre a filha, que requer cuidados especiais, sobre o trabalho em uma autoescola em Queimados, e sobre o amor pelos seus cachorros. Também há fotos como uma caneca de estudante de Direito.

O caso está sendo investigado pela DHBF. De acordo com a Polícia Civil, agentes realizaram a perícia no local e periciaram o corpo no hospital para onde a vítima foi levada. Os policiais também coletam informações para esclarecer a motivação do crime. A autora não foi localizada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos