Delegado da PF morre após ser baleado em tentativa de roubo

1 / 1
Delegado da PF morre após ser baleado em tentativa de roubo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um delegado da Polícia Federal morreu após ser baleado durante uma tentativa de assalto na manhã desta segunda-feira (14) no Morumbi, bairro nobre na zona oeste da cidade de São Paulo.

Mauro Sérgio Salles Abdo, 55, foi socorrido e levado ao Hospital Albert Einstein, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com a PM, ao menos dois suspeitos invadiram a casa do agente, por volta das 5h. Eles permaneceram escondidos na garagem aguardando a saída de algum morador.

Ao perceber movimentação estranha, Abdo atirou contra os suspeitos. Na troca de tiros, foi atingido no abdômen e um dos ladrões, na perna.

Policiais militares fizeram um cerco, com apoio de helicóptero da corporação, e conseguiram deter os suspeitos.

Um deles, Renato Oliveira Pereira, cumpre pena em regime semiaberto no presídio de Tremembé (147 km de SP) e tinha sido liberado na sexta-feira (11) para a saída temporária do Dia das Mães.

A casa invadida fica nas proximidades do Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista. O suspeito baleado foi medicado e não corre risco de morrer. As armas utilizadas foram apreendidas.

Mauro Abdo deixa a mulher e uma filha. Em nota, a PF lamentou a morte e disse que ele trabalhava na instituição havia mais de 32 anos. Ele estava lotado na Delegacia de Repressão e Combate aos Crimes Previdenciários.

"A Polícia Federal em São Paulo manifesta seu pesar aos familiares, amigos e policiais federais e reafirma que continuará envidando todos esforços para contribuir com a solução deste crime, lutando diariamente pela construção de uma sociedade cada vez mais segura", diz trecho da nota.

Abdo é o segundo delegado da PF assassinado durante uma tentativa de assalto no país em nove dias. No Maranhão, o delegado Davi Aragão, 36, morreu baleado no dia 5 após ter a casa invadida por criminosos em São José Ribamar, a 30 km de São Luís. A polícia investiga o caso.

Em setembro passado, dez ladrões morreram após uma tentativa de assalto a uma casa na região do Morumbi. Os criminosos faziam parte de uma quadrilha especializada em assaltos a casas de luxo no bairro. Eles foram abordados por policiais quando saíam de uma residência e morreram durante troca de tiros.