Delegado da PF que denunciou Salles cita Raul Seixas e celebra ação contra ministro

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Após a Polícia Federal realizar busca e apreensão em endereços do ministro Ricardo Salles e no Ministério do Meio Ambiente na manhã desta quarta-feira (19), o delegado Alexandre Saraiva postou em sua conta no Twitter mensagens com referências ao caso.

Ele denunciou o ministro no mês passado e, em meio ao atrito, foi tirado da chefia do Amazonas pelo novo diretor-geral, Paulo Maiurino.

Nas postagens, Saraiva cita Raul Seixas, o livro “Por Que as Nações Fracassam” (do economista Daron Acemoglu e o cientista político James Robinson) e destaca a importância das instituições atuarem com autonomia.

Saraiva também diz que as funções da PF transcendem às pessoas e completa com trecho da música Mosca na Sopa.

Mais cedo, Saraiva havia compartilhado a reportagem do jornal Folha de S.Paulo sobre buscas da PF em endereços de Salles acompanhado de trecho biblíco: "Salmo 96:12: 'Regozijem-se os campos e tudo o que neles há! Cantem de alegria todas as árvores da floresta.'".

Saraiva, chefe da superintendência da PF no Amazonas, havia denunciado Salles ao STF, no dia 14 de abril, por "causar obstáculos à investigação de crimes ambientais e de buscar patrocínio de interesses privados e ilegítimos perante a Administração Pública".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos